Uma farmácia que prometia vender medicamento “anti-coronavírus”, em João Pessoa, foi interditada na tarde desta segunda-feira (09) por propaganda enganosa, durante uma ação conjunta do  Ministério Público da Paraíba, das polícias,  com as vigilâncias sanitárias municipal e estadual.

Um anúncio que circula pelas redes sociais desde o último fim de semana foi o que chamou atenção dos internautas e acabou alertando as autoridades públicas.

O medicamento, intitulado de Contra Coronavírus, era comercializado em um estabelecimento de manipulação localizado em Manaíra, bairro da orla da capital paraibana.

Segundo o texto publicitário, a embalagem do ‘complexo para imunidade’ tem 30 cápsulas e contém ativos como Resveratrol, Selênio Quelado,Vitamina E,Vitamina A,Extrato de semente de uva e Coenzima Q10.

De acordo com o Ministério da Saúde, as melhores formas de se prevenir do Coronavírus são: lavar as mãos com frequência usando água e sabão, evitar contato próximo com pessoas doentes, cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar, limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Até a tarde desta segunda-feira (09), o Ministério da Saúde contabiliza 25 casos confirmados de Coronavírus em todo o Brasil. Na Paraíba, já foram descartados cinco casos suspeitos e outros três seguem em observação.

Tratamento

Não existe tratamento específico para infecções causadas por coronavírus humano. No caso do coronavírus é indicado repouso e consumo de bastante água, além de algumas medidas adotadas para aliviar os sintomas, conforme cada caso, como, por exemplo:

Uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos).
Uso de umidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garanta e tosse.
Assim que os primeiros sintomas surgirem, é fundamental procurar ajuda médica imediata para confirmar diagnóstico e iniciar o tratamento.

Todos os pacientes que receberem alta durante os primeiros 07 dias do início do quadro (qualquer sintoma independente de febre), devem ser alertados para a possibilidade de piora tardia do quadro clínico e sinais de alerta de complicações como: aparecimento de febre (podendo haver casos iniciais sem febre), elevação ou reaparecimento de febre ou sinais respiratórios, taquicardia (aumento dos batimentos cardíacos), dor pleurítica (dor no peito), fadiga (cansaço) e dispnéia (falta de ar).

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Familiares de pacientes com coronavírus na PB ficam isolados, mas não fazem testes

Por determinação da Secretaria de Saúde do Estado, os familiares de pacientes com coronavírus na Paraíba est]ao isolados, mas não fazem testes. Os testes são realizados apenas em pacientes hospitalizados,…

Coronavírus: Sobe para 136 o número de mortes no País; mais 352 casos são confirmados

O Ministério da Saúde divulgou neste domingo (29) o mais recente balanço dos casos da Covid-19, doença causada pelo coronavírus Sars-Cov-2. Os principais números são: 136 mortes 4.256 casos confirmados…