Uma farmácia que prometia vender medicamento “anti-coronavírus”, em João Pessoa, foi interditada na tarde desta segunda-feira (09) por propaganda enganosa, durante uma ação conjunta do  Ministério Público da Paraíba, das polícias,  com as vigilâncias sanitárias municipal e estadual.

Um anúncio que circula pelas redes sociais desde o último fim de semana foi o que chamou atenção dos internautas e acabou alertando as autoridades públicas.

O medicamento, intitulado de Contra Coronavírus, era comercializado em um estabelecimento de manipulação localizado em Manaíra, bairro da orla da capital paraibana.

Segundo o texto publicitário, a embalagem do ‘complexo para imunidade’ tem 30 cápsulas e contém ativos como Resveratrol, Selênio Quelado,Vitamina E,Vitamina A,Extrato de semente de uva e Coenzima Q10.

De acordo com o Ministério da Saúde, as melhores formas de se prevenir do Coronavírus são: lavar as mãos com frequência usando água e sabão, evitar contato próximo com pessoas doentes, cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar, limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Até a tarde desta segunda-feira (09), o Ministério da Saúde contabiliza 25 casos confirmados de Coronavírus em todo o Brasil. Na Paraíba, já foram descartados cinco casos suspeitos e outros três seguem em observação.

Tratamento

Não existe tratamento específico para infecções causadas por coronavírus humano. No caso do coronavírus é indicado repouso e consumo de bastante água, além de algumas medidas adotadas para aliviar os sintomas, conforme cada caso, como, por exemplo:

Uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos).
Uso de umidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garanta e tosse.
Assim que os primeiros sintomas surgirem, é fundamental procurar ajuda médica imediata para confirmar diagnóstico e iniciar o tratamento.

Todos os pacientes que receberem alta durante os primeiros 07 dias do início do quadro (qualquer sintoma independente de febre), devem ser alertados para a possibilidade de piora tardia do quadro clínico e sinais de alerta de complicações como: aparecimento de febre (podendo haver casos iniciais sem febre), elevação ou reaparecimento de febre ou sinais respiratórios, taquicardia (aumento dos batimentos cardíacos), dor pleurítica (dor no peito), fadiga (cansaço) e dispnéia (falta de ar).

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Brasil tem 69.316 mortes por coronavírus confirmadas até as 8h desta sexta-feira

O Brasil tem 69.316 mortes por coronavírus confirmadas até as 8h desta sexta-feira (10), segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de…

CRM-PB visita unidades de saúde do Brejo e vê problemas na assistência a pacientes com Covid-19

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) visitou unidades de saúde no Brejo paraibano, nesta quinta-feira (09), e constatou que os pacientes infectados com o novo coronavírus ainda enfrentam…