Diante da percepção cada vez maior de que o coronavírus Sars-CoV-2 causa alterações neurológicas e pode provocar a formação de microcoágulos nos vasos sanguíneos, médicos que estão na linha de frente do combate à pandemia começam a temer um aumento de casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC) relacionados à covid-19. Alguns hospitais já estudam mudanças no protocolo desses pacientes para investigar se ele têm o vírus.

O neurocirurgião Rafael Holanda, um dos s mais renomados e respeitados neurocirurgiões de Campina Grande, disse em entrevista ao PB Agora, que o Covid-19, pode sim contribuir para o aumento do quadro de AVC. Isso porque, o coronavírus pode chegar ao cérebro via intranasal antes de atingir o pulmão.

“Analisando cérebros de pacientes falecidos constataram que o corona vírus pode chegar ao cérebro por via intranasal antes de atingir o pulmão. Em rápida multiplicação pode ocorrer microcoagulações e consequente acidente vascular. Sugerem que tal quadro ocorre em decorrência de distúrbios no processo da coagulação devido ação do corona vírus. Além da terapêutica estão usando anticoagulante para uma melhor proteção” contou o neurologista ao PB Agora.

A preocupação vem tomando corpo com o aumento de relatos feitos por médicos de outros países desses casos. Recentemente o jornal americano The Washington Post publicou uma reportagem em que profissionais do Hospital Mount Sinai Beth Israel, em Nova York, relatam um aumento de pacientes entre 30 e 40 anos saudáveis que tiveram AVC – nos quais depois se identificou a presença do coronavírus.

Pesquisadores chineses já haviam publicado estudos observacionais – do tipo série de casos – com pacientes de covid-19 que tiveram AVC, e médicos espanhóis têm feito relatos semelhantes, mas ainda não submetidos a publicações científicas.

Médicos do Hospital Mount Sinai Beth Israel, em Manhattan, nos Estados Unidos também notaram que pacientes jovens, com idades entre 30 e 40 anos, e saudáveis estariam sofrendo Acidentes Vasculares Cerebrais devido a infecções pelo novo coronavírus.

Neurologistas de alguns hospitais de São Paulo e do Rio, identificaram a ocorrência de pelo menos três situações parecidas, mas que ainda carecem de mais investigações. A expectativa dos médicos, porém, é que esse cenário deve se tornar mais evidente nas próximas semanas, quando a epidemia atingir o seu pico.

Severino Lopes
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Governo da PB distribui três milhões de máscaras a partir desta segunda

O Governo da Paraíba inicia nesta segunda-feira (25) a distribuição das máscaras reutilizáveis adquiridas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) por meio de edital em caráter emergencial. Elas serão…

Acidentes com motos lideram entradas no Trauma de CG durante o final de semana

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, atendeu 295 usuários durante o fim de semana (23 e 24.05). O balanço tem como base…