Por pbagora.com.br

A direção do  Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires emitiu nota à imprensa, nesta sexta-feira (01) para esclarecer o equívoco na divulgação de um atestado de óbito de um paciente vivo. Segundo a nota, houve um erro humano com a troca equivocada do registro de paciente.

NOTA

O Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires esclarece que por um
erro humano, houve uma troca de registro de paciente. Isso resultou
em informação equivocada de óbito. Porém, ao identificar o equívoco,
a família foi imediatamente informada que o paciente estava vivo, e
segue sob os cuidados da equipe da UTI COVID. Na ocasião, o neto do
paciente pôde, utilizando toda a paramentação com EPI’s necessários,
visitar seu avô. A direção lamenta o erro e ratifica sua solidariedade e
total suporte à família, através do serviço de psicologia e assistência
social do Hospital Metropolitano.

Santa Rita, 30 de abril de 2020

 

CONFIRA

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Anvisa autoriza importação de seis milhões de doses da CoronaVac

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta sexta-feira (23) a importação de seis milhões de doses da CoronaVac, vacina produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o…

Covid-19: vacinação obrigatória será analisada pelo STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski decidiu, nesta sexta-feira (23), que vai levar diretamente ao plenário três ações que discutem a realização compulsória de vacinação e outras medidas profiláticas no combate…