A Paraíba o tempo todo  |

Dia do Beijo: prática é termômetro para qualidade do relacionamento entre o casal

Intenso e constante no começo do relacionamento amoroso, o beijo pode ser esquecido e deixado de lado com o avançar da união. Mas a indiferença ao contato é prejudicial ao casal, já que o carinho tem uma série de benefícios. Nesta quarta-feira (13), Dia do Beijo, a psicóloga do Sistema Hapvida em João Pessoa, Jessyca César, explica que o toque mais íntimo é um termômetro para a saúde afetiva do casal e não deve ser ignorado.

“Através do beijo comunica-se sem palavras, se estabelece uma ligação única e também é uma manifestação do desejo. Estas sensações despertam segurança no relacionamento e trazem, por consequência, melhor qualidade de vida, porque a vida afetiva é um dos pilares da felicidade do ser humano”, aponta.

Enquanto beija, a dupla combate o estresse da rotina devido a produção de vários neurotransmissores que são liberados no momento especial que, muitas vezes, vem antes ou depois de uma demonstração de afeto e desejo. “A endorfina e dopamina geradas no beijo trazem a sensação de bem-estar, prazer e saciedade”, conta.

Se o beijo costuma reforçar a conexão entre o casal, a ausência dele pode ser também um sinal de alerta. A especialista detalha que a falta de beijos só é normal em casos onde desde o começo do relacionamento o casal não tinha esse hábito. Se foi algo que foi se perdendo com o tempo, pode sinalizar a perda de demonstração de sentimentos e até afastamento físico e emocional.

Essa distância pode trazer consequências para o relacionamento. “Ocorre a diminuição da intimidade, o que pode causar o aumento do stress, ansiedade, sentimentos de timidez, solidão e isolamento”, detalha Jessyca.

Para resolver a situação e evitar esfriar ainda mais o relacionamento, a psicóloga orienta o diálogo e a construção de hábitos. “É essencial que o casal volte a se comunicar através de gestos simples. Um beijo é uma grande demonstração de amor”, incentiva.

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      20
      Compartilhe