Por pbagora.com.br

O descredenciamento do Instituto de Psiquiatria da Paraíba (IPP), pela Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa, será o tema de uma audiência pública que acontecerá às 14 desta quarta-feira (6) no Tribunal de Contas do Estado (TCE). O convite para a audiência está sendo feito pelo presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado da Paraíba (SINDESEP PB, Roberto de Andrade Leôncio que também é conselheiro titular do Conselho Estadual de Saúde.

 

A audiência vai contar com a participação de representantes de várias entidades e órgãos ligados ao assunto. Ele alertou que se acontecer de fato o descredenciamento, existirá uma diminuição de leitos credenciados no Estado e município. ” Sabendo ainda que existe os Centros de Atenção Psicossocial (CAP’S) que não funcionam 24 horas e o Pronto Atendimento em Saúde Mental (PASM), um atendimento que recebe o paciente no estado de surto e a sua permanência é no máximo 72 horas com quatro leitos femininos e quatro leitos masculinos, logo após é liberado o paciente não saindo em uma condição boa, ficando a família com o paciente sem estar no seu estado normal, fora de perigo.

 

Roberto de Andrade Leôncio lembrou que no dia 16 de março deste ano, devido o grande número de pacientes, o médico plantonista Arlindo Feliz da Costa Neto, fez um Boletim de Ocorrência Policial na delegacia de Mangabeira no qual comunicou que estava fechando o plantão da emergência psiquiátrica do PASM em virtude de haver superlotação com mais de duas vezes a capacidade de pacientes internados, já que tem capacidade para 8 internos e no entanto existiam 17, inclusive com leitos no chão.

 

Ainda, segundo Roberto Leôncio, não há leitos de retaguarda em hospitais de referência da rede, e os atendimentos serão remanejados para o complexo psiquiátrico Juliano Moreira, o que já foi comunicado ao hospital citado como também ao Samu, para redirecionar os pacientes. ” Sendo assim, o município e o Estado da Paraíba ficarão sem referência estadual do paciente com necessidades especiais, para tratamento no devido campo necessário para seu estado de renovação” alertou.

 

 

Redação

Notícias relacionadas

Paraíba confirma 932 novos casos de Covid-19 e 32 óbitos nesta terça

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta terça-feira (11), 932 casos de Covid-19. Entre os confirmados hoje, 114 (12,23%) são casos de pacientes hospitalizados e 818 (87,76%) são…

Brasil tem média móvel abaixo de 2 mil mortes por Covid ao dia

O Brasil registrou 2.275 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando nesta terça-feira (10) 425.711 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos…