Familiares de uma mulher de 66 anos que estava internada no Trauminha de Mangabeira e que faleceu durante a madrugada desta segunda-feira (17), responsabilizam a unidade hospitalar pela morte da idosa.

De acordo com os familiares, a mulher estava entubada, respirando por aparelhos, mas uma queda de energia no hospital teria culminado na sua morte.

Apesar do Trauminha contar com um gerador de energia, ele parou por duas vezes durante a queda no fornecimento da eletricidade, o que teria acabado por prejudicar a manutenção do funcionamento dos aparelhos.

Os familiares da mulher acusam o hospital de negligência e disseram que além dela outros pacientes foram prejudicados e cirurgias foram canceladas .

Recentemente o Trauminha teve que ser interditado pelo Conselho Regional de Medicina por conta dos recorrentes problemas denunciados pelos usuários.

Até agora a unidade não se pronunciou sobre o caso.

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário