A provável demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), preocupa o deputado federal Efraim Morais (DEM), que defende a permanência do ministro na pasta.

Aliado do Palácio do Planalto, o coordenador da bancada paraibana e colega de partido de Mandetta, voltou a defender a permanência do ministro na pasta. Mandetta tem defendido insistentemente o isolamento social como medida para combater o novo coronavírus, diferente do presidente Bolsonaro, que defende afrouxamento nas medidas.

Depois de dizer que estava fazendo papel de bombeiro na relação do ministro com o presidente, que não anda nada amistosa, Efraim disse que a saída de Mandetta é uma perda lamentável para o país.

– A gente torce pela permanência do ministro, seria o melhor para o Brasil. Ele está preocupado com a saúde, o que menos importa é o Diário Oficial. Se o presidente quiser mudar sua equipe, é uma decisão dele, mas seria muito lamentável – destacou.

Informações noticiadas na mídia nacional afirmam que é questão de tempo para que o democrata deixe a pasta da saúde por determinação do presidente da República, Jair Bolsonaro. Ontem, em entrevista a Veja, Mandetta já deu um tom de despedida.

Severino Lopes
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Técnica de enfermagem do Hospital de Trauma da capital morreu neste domingo

Por meio do perfil oficial do Hospital de Trauma foi emitido uma nota de pesar, no qual a direção da unidade lamenta a morte da técnica de enfermagem Renata Sylvia…

Paraíba atingiu hoje um total de 7.823 infectados e 272 mortes por Covid-19

A Secretaria de Saúde registrou um total de 272 mortes por covid-19 na Paraíba neste domingo (24). O boletim epidemiológico divulgado nesta tarde também registrou 7.823 casos confirmados, 2.208 recuperados…