Por pbagora.com.br

O Hospital de Clínicas de Campina Grande recebeu, na última semana, mais uma visita do Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM PB). A nova fiscalização ocorreu a pedido da Câmara de Vereadores da cidade para atestar a capacidade de armazenamento de oxigênio medicinal da unidade.

Após percorrer todos os leitos e a usina de oxigênio do local, o diretor de fiscalização do CRM-PB, Bruno Leandro de Souza, verificou que, mesmo com a ocupação total dos 113 leitos, o Hospital de Clínicas tem plena capacidade de oxigênio para atender aos pacientes, quer seja nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI), quer seja nas enfermarias.

Durante a fiscalização também foi constatado que o hospital possui o kit de medicamentos para intubação para uma demanda de até dois meses, além de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) em quantidade suficiente para todos os funcionários.

O Hospital de Clínicas dispõe de 60 leitos de UTI, 40 leitos de enfermaria e 13 leitos de Unidade de Decisão Clínica (semi-intensiva). A ocupação atual é de 23 pacientes na enfermaria, 55 na UTI e cinco na semi-intensiva.

Redação com Secom/PB

Notícias relacionadas

Apesar de melhorias, CRM-PB constata falta de materiais e medicamentos no Trauminha

O Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB) fiscalizou, no dia 27 de abril, o Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcisio Burity (Ortotrauma de Mangabeira). Apesar de constatar…

João Pessoa começa nesta quinta-feira a usar a vacina da Pfizer contra a Covid-19 em grávidas

Após receber as primeiras doses da vacina Pfizer contra a Covid-19, João Pessoa começa nesta quinta-feira (6) a usar a aplicar o imunizantes em mulheres grávidas. A vacina será aplicada…