Apesar dos números ainda serem preocupantes, a Covid-19 avança em um ritmo menor no 3º mês na Paraíba. A pandemia no entanto, ainda assusta, visto que a curva ascedente ainda não foi achatada.

Os dados mais recentes, em comparativo com o primeiro e o segundo mês, mostram que o crescimento da pandemia foi menor nos últimos trinta dias, apesar da curva de contágio continuar a subir.

No primeiro mês, o estado passou a marca dos 200 casos e quase 30 mortes registradas. Após o início da testagem rápida, o número de confirmações cresceu cerca de 20 vezes, atingindo mais de 4,3 mil casos no segundo mês, enquanto que o de mortes cresceu sete vezes e chegou a 194 óbitos.

Conforme os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde na quarta-feira (17), atualmente temos quase 32 mil casos confirmados na Paraíba, um crescimento de 629% em comparação com o segundo mês da pandemia. Já o número de mortes cresceu mais de três vezes e chegou a 696.
São 31.712 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgadas. O número de mortes confirmadas por Covid-19 subiu para 696 no estado desde o início da pandemia. Já são 213 cidades da Paraíba com casos registrados da doença.

A Região Metropolitana de João Pessoa, que contém 12 cidades, ainda é a que tem mais casos confirmados de Covid-19 na Paraíba, concentrando 14.646 casos, o que corresponde a 46,1% do total. Campina Grande vem em segundo lugar.

Mesmo com a flexibilização das medidas de restrições, as autoridades médicas e sanitárias insistem que o isolamento social ainda é a maneira de conter o avanço do vírus, bem como, o uso de máscara e álcool em gek,.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mais de 3,8 mil profissionais de saúde testaram positivo para Covid-19 na Paraíba

Desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou o novo coronavírus como uma pandemia, mais de 3,8 mil profissionais de saúde testaram positivo para Covid-19 na Paraíba. Mesmo com…

Greve de anestesistas na FAP suspende cirurgias de pacientes com câncer em CG

Crise na saúde. Os anestesistas do Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP), em Campina Grande, pararam as atividades por tempo indeterminado. Pelo menos 30 pacientes com câncer estão na…