Por pbagora.com.br

A quarentena ou o isolamento social impostos em diversos países para evitar a propagação do novo coronavírus estão afetando os hábitos das pessoas – e nosso padrão de sono. Segundo a especialista em psicologia clínica humanista, Carla Suânne, a pandemia proporcionou um estado de constante hipervigilância, que consiste em excesso de atenção, sensibilidade, e alerta do seu ambiente, ativando um modo de funcionamento pronto para luta ou fuga, em função da ansiedade/medo do novo coronavírus.

De acordo com a especialista, se acordamos mais tarde durante a quarentena, perdemos parte da luz do sol da manhã, essencial para o cérebro saber que em 12 ou 14 horas será hora de dormir. “É um mecanismo por vezes inconsciente. A consequência disso é a dificuldade de relaxar diante de um perigo tão iminente como a covid-19”, comentou Suânne.

A psicóloga afirma que esses casos (perca de sono) têm sido um dos principais sintomas e queixas durante a pandemia, assim como as mudanças na alimentação. “E preciso alguns cuidados como manter uma dieta saudável, fazer atividade física, levantar cedo e tirar logo o pijama, se preparando para um dia a dia normal. Reorganize sua rotina e ritmo de vida. Regule o horário de dormir e levantar. Evite fazer tudo onde você dorme, por exemplo, comer e trabalhar. Desligue todas as luzes, inclusive as pequenas como aquela vermelha do sensor da TV”, comentou dando outra dica: deixar o celular longe da cama ao se recolher à noite.

Mais dicas para um bom sono:

Ter rotina de sono (hora para dormir e acordar);
Não compensar noites mal dormidas;
Criar um ambiente acolhedor, adequar à temperatura, luminosidade e eliminar ruídos;
Desligar TV e não usar celular ou qualquer eletrônico com tela azul, pelo menos 1h antes de dormir;
Ter um bom colchão e travesseiro;
Evitar se alimentar antes de deitar. A digestão pode causar mal-estar e atrapalhar a fase do adormecimento;
Evitar cochilar durante o dia;
Praticar exercício físico diariamente;
Gerir o estresse;
Só vá para cama quando estiver com sono;
Evitar vícios (álcool, tabaco);
Tratar processos alérgicos e/ou infecciosos da via aérea superior.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Coronavírus impõe perdas a classe médica; na PB, 15 já morreram e quase 700 foram infectados

Ontem (18), foi comemorado o Dia do Médico, em uma referência ao Dia de São Lucas, conhecido como ‘Santo Padroeiro da Medicina’. Ao falar sobre a data, o diretor do…

Presidente do TRE-PB marca reunião com juízes eleitorais e campanha deve sofrer novas restrições devido à pandemia

O Presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, (TRE-PB), desembargador José Ricardo Porto, agendou para esta terça-feira (20), uma reunião com todos os Juízes Eleitorais da Paraíba, para rever as…