A Paraíba o tempo todo  |

Confira cuidados para prevenir acidentes com escorpiões; JP já registrou 789 casos

Em períodos de chuvas, como os últimos dias, é comum que escorpiões busquem abrigo em residências. Então, é importante reforçar alguns cuidados básicos para prevenir acidentes com esses animais peçonhentos. Só este ano, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de João Pessoa, já registrou 789 acidentes com escorpiões na Capital.

De acordo com a gerente de Vigilância Ambiental da SMS, Pollyana Dantas, para evitar a presença desses animais nas residências, é necessário manter os ambientes como quintais sempre limpos, sem metralhas, tijolos, telhas e acúmulo de lixo. “Este período de chuvas é muito propenso para o ‘aparecimento’ de escorpiões’. Eles costumam sair dos esgotos e entulhos para dentro de casa, pois preferem ambientes mais quentes”, explicou.

Outras medidas importantes são: olhar dentro dos sapatos antes de calçá-los, pois o escorpião pode estar alojado; ter atenção ao manusear roupas de cama; evitar que cortinas encostem no chão; vedar ralos e portas; além de manter a casa sempre limpa.

Sintomas – Os principais sintomas de quando se é picado por um escorpião são: muita dor no local da picada, inchaço e vermelhidão. Os sintomas raramente evoluem para uma situação mais grave, porém dependendo do grau de alergia e imunidade, algumas pessoas podem ter esses sintomas agravados.

Atendimento – Ao ser picado por um escorpião, a pessoa deve procurar imediatamente o Centro de Assistência Toxicológica da Paraíba (Ceatox). Porém a Vigilância Ambiental orienta que, se possível, não matar o animal e recolhê-lo com um recipiente para levar também ao Ceatox.

O serviço fica localizado no Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW), na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

 

Secom-JP

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe