Com o avanço do Covid-19, o Procon Municipal de Campina Grande, com a ajuda da Polícia Militar, iniciou esta semana uma ação no comércio local – no centro e nos bairros – visando manter o isolamento social e notificar e fechar lojas que estejam funcionando em desacordo com os decretos que estabelecem o funcionamento parcial, sobretudo de setores considerados essenciais, durante a epidemia de coronavírus na Paraíba.

No primeiro dia da ação, uma loja de roupas localizada no centro de Campina Grande foi notificada porque estava funcionando – mesmo apresentando na entrada uma placa informando que o atendimento se daria unicamente pelo whatsapp. O estabelecimento foi notificado e terá prazo para se defender, mas teve que suspender o atendimento presencial.

O uso de máscaras em ambientes públicos também está sendo fiscalizado e cobrado, com base no decreto estadual Nº 40.217, do dia 02 de maio de 2020. Desde o começo do período de restrições sociais para evitar o avanço do novo coronavírus na Paraíba, com a publicação do decreto estadual Nº 40.135, de 20 de março de 2020, a Polícia Militar já atendeu 1.715 solicitações de descumprimento das medidas sanitárias, sendo que mais da metade foi na grande João Pessoa.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PB tem 3ª maior taxa de cumprimento do distanciamento social no Nordeste

Uma pesquisa coordenada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), mostra que a Paraíba tem a terceira maior taxa de população que cumpre medidas de distanciamento social durante a pandemia de…

Vacina contra gripe segue em CG com prioridades para taxistas e motoristas

A campanha de vacinação contra a gripe segue em Campina Grande, agora priorizando os taxistas, mototaxistas e motoristas de transporte escolar cadastrados, com idades entre 55 a 59 anos. A…