Doze dias após ter dado entrada no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande vítima de maus tratos, desnutrição e até tortura, o menino de sete anos passou pelo procedimento cirúrgico para reconstrução do couro cabeludo. A cirurgia foi realizada na manhã desta segunda-feira (22).

Conforme boletim médico, foi utilizado enxerto de pele no procedimento e a criança está em recuperação de pós operatório. Ainda não há previsão de alta hospitalar.

O menino estava sendo mantido em cárcere privado pela própria mãe, na zona rural do município de Boqueirão. A criança foi encontrada acorrentada e teria sido espancada com fios elétricos e cordas.

A mãe e o padrasto do menino estão presos.

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PB: pacientes com Atrofia Muscular terão medicação fornecida no SUS

Pacientes com Atrofia Muscular Espinhal (AME) tipo 1 terão garantida a medicação Spinraza pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O anúncio oficial foi feito ontem pelo Ministério da Saúde (MS)…

SETEMBRO AMARELO: redes sociais podem afetar a saúde mental e potencializar pensamentos suicida

No último mês de julho, preocupada com a saúde mental dos usuários, a rede social Instagram realizou mudanças em sua plataforma. A quantidade de likes/visualizações, antes visível em todas as…