Doze dias após ter dado entrada no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande vítima de maus tratos, desnutrição e até tortura, o menino de sete anos passou pelo procedimento cirúrgico para reconstrução do couro cabeludo. A cirurgia foi realizada na manhã desta segunda-feira (22).

Conforme boletim médico, foi utilizado enxerto de pele no procedimento e a criança está em recuperação de pós operatório. Ainda não há previsão de alta hospitalar.

O menino estava sendo mantido em cárcere privado pela própria mãe, na zona rural do município de Boqueirão. A criança foi encontrada acorrentada e teria sido espancada com fios elétricos e cordas.

A mãe e o padrasto do menino estão presos.

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Paraíba atinge a melhor média de implante de órgãos dos últimos 5 anos

Dados divulgados pela Central de Transplantes da Paraíba nesta quarta-feira (13) apontam que o Estado atingiu a melhor média de implante de órgãos dos últimos cinco anos. Até o momento,…