O Rio de Janeiro confirmou sua segunda morte em decorrência do novo coronavírus (Covid-19), um homem de 69 anos que vivia na cidade de Niterói.

A primeira vítima, também divulgada nesta quinta-feira, foi uma mulher de 63 anos que estava no grupo de risco da doença. Agora, são seis os registros de óbitos no Brasil. Após chamar a crise de “fantasia” e criticar a “histeria” em relação à doença, o presidente Jair Bolsonaro anunciou, ao lado de ministros, uma série de medidas econômicas e da área da saúde.

Pelo mundo, Governos agem para conter a crise gerada pela pandemia, e os Estados Unidos e a Europa já mobilizam juntos 3 trilhões de euros em dinheiro e benefícios fiscais. Pesquisa da consultoria Atlas Político aponta que crise com a Covid-19 teve reflexo na popularidade do presidente Jair Bolsonaro, que vinha em recuperação.

Os destaques da cobertura da crise do coronavírus (Covid-19) desta quinta-feira:

Rio confirma duas mortes, subindo para seis o número de óbitos no Brasil.

EUA confirmam 152 mortes e quase 10.000 casos.

Levantamento mostra que 64% reprovam gestão de crise de Bolsonaro.

Caixa reduz juros e permite pausa no pagamento de prestações.

Parada LGBT de São Paulo é adiada para novembro.

Conmebol estende quarentena do futebol para maio e adia Copa América para 2021.

Europa e EUA movimentam 3 trilhões de euros contra o coronavírus.

 

El País

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Paraibana, irmã do advogado Johnson Abrantes, morre com coronavírus no estado do Ceará

A irmã do advogado paraibano Johnson Abrantes, médica Lúcia Dantas Abrantes, faleceu nessa sexta-feira (09), no Hospital da cidade de Iguatu, no Ceará, diagnosticada com o novo Coronavírus. Lúcia estava…

Equipe do Hospital de Patos é treinada para manusear novos ventiladores mecânicos

O Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro (CHRDJC), de Patos, já vem há algum tempo se adequando para atender os casos de pacientes com suspeita de coronavírus. Nessa quinta-feira (9), um…