Por pbagora.com.br

O prefeito Luciano Cartaxo se reuniu na noite desta segunda-feira (23) com representantes do magistério para tentar um acordo que coloque fim na greve dos professores do município. Diante de um cenário nacional de dificuldades econômicas, o gestor lembrou o esforço para manter o equilíbrio financeiro da Capital e reforçou a proposta que garante um reajuste salarial de 3%, o que eleva o salário para R$ 2.506, referente a 30 horas de trabalho semanais. O valor representa o segundo melhor salário pago à categoria em todo o Norte e Nordeste do país.

Durante o encontro, o prefeito se comprometeu com a formação de uma comissão que avalie o desenvolvimento do repasse do Fundo Nacional da Educação Básica (Fundeb). Pelo que foi acordado, uma renegociação do percentual oferecido poderá ser feito no mês de agosto caso haja melhoria no volume de repasse dos recursos.

O prefeito também se mostrou favorável a discutir os outros pontos de reivindicação encaminhados pela categoria, inclusive o que trata da elevação de um nível da progressão funcional, o que representaria um ganho imediato de mais 3% para os profissionais que possuem o direito.

Os representantes da categoria se comprometeram a levar a proposta para discussão em assembleia. “Nós entendemos que temos feito todo o esforço para que, de forma responsável, venhamos a garantir o maior aumento possível diante do atual momento econômico”, destacou o prefeito.

Prioridade – Desde o ano de 2013, a Prefeitura Municipal de João Pessoa tem demonstrado um grande volume de investimentos na educação, entre os quais estão R$ 30 milhões aplicados em obras e equipamentos. Em pouco mais de dois anos, foram entregues sete Centros de Referência em Educação Infantil (Crei) e outros dez estarão prontos para receber as crianças até o final do ano.

Além disso, 27 unidades que eram administradas pelo Governo do Estado foram municipalizadas e estão sendo reformadas para atender ao novo padrão de qualidade implementado pela gestão.

Na Educação Fundamental, a Prefeitura da Capital já iniciou a construção de três novas escolas em tempo integral e outras três vão ser iniciadas em breve. Além de investir em estrutura e equipamentos de qualidade, a gestão tem buscado investir na valorização de seus servidores. No total, foram aplicados R$ 2 milhões na qualificação profissional.

 



Redação com Secom/JP

Notícias relacionadas

JP: idosos a partir de 84 anos começam a ser vacinados nesta 2ª

Os idosos a partir de 84 anos começam a ser vacinados nesta segunda-feira (1º), em João Pessoa. A vacinação acontece por meio do sistema drive thru em dois pontos da…

Epidemiologia Miguel Nicolelis defende lockdown de 21 dias para país não colapsar

Há um ano, o Brasil confirmava o primeiro caso de covid-19, sem saber quão distante estava o fim da pandemia. Agora, mesmo com uma vacina já sendo aplicada na população,…