Por pbagora.com.br

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, fez um novo pronunciamento, nas redes sociais na tarde deste domingo (31), no qual afirma que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) está criando as condições seguras de saúde pública para a retomada das atividades na Capital. A previsão é que isso deva acontecer após a adoção de medidas mais rígidas a partir desta segunda-feira (1) em uma ação integrada com o Governo do Estado e mais sete municípios da Grande João Pessoa. De acordo com o prefeito, primeiro vem a proteção à vida, o que já está sendo feito, para, em seguida, focar na reconstrução da economia, assim como em todo o mundo.

“O mundo enfrenta grandes desafios nesta pandemia: proteger a vida e reconstruir a economia. O caminho precisa ser um só, mas ele tem tempos diferentes. Saúde e emprego não são incompatíveis, mas primeiro temos que salvar vidas, prevenir e cuidar de quem precisa, para poder retomar as atividades econômicas”, declarou. E complementou, enfatizando que as medidas restritivas são a melhor opção para conter o avanço da doença. “Vida perdida não se recupera. Medidas restritivas são uma decisão necessária. A pandemia nos leva ao isolamento social”.

De acordo com o prefeito, as medidas adotadas até agora têm dado efeito, mas a ameaça ainda está muito presente na vida de todos. “Em João Pessoa, criamos novos leitos, abrimos um hospital, temos ações de proteção social, mas ainda enfrentamos um momento crítico. O número de casos sobe, ameaça o sistema de saúde. Nos cabe reagir. Haverá um endurecimento das medidas restritivas na Grande João Pessoa. E nós vamos seguir firmes nesta guerra, que é longa mas não abala a nossa disposição de vencê-la com novas ações conjuntas”, afirmou.

Para o prefeito, é esperado que estas novas medidas criem as condições seguras de saúde para colocar, em breve, o plano de retomada gradativa da recuperação da economia. “Como sempre fizemos, ouvimos especialistas e iniciamos este esforço adicional na hora indicada. Confiamos nos resultados, mas dependemos de todos. Marcamos data para início e fim. Porque planejamos e já trabalhamos pela próxima fase, a reconstrução das atividades econômicas e sociais. No combate ao vírus, pela vida, a opção é isolamento social e reforço na saúde. Os resultados virão a partir do seu apoio. Vamos vencer o inimigo comum, para dar essa virada juntos. Em nome da vida humana”, disse.

 

Redação com Secom/JP

Notícias relacionadas

Infectologista alerta para importância da vacinação contra Influenza

Com a campanha de imunização em pleno andamento no Brasil, o médico infectologista e diretor do Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, Fernando Chagas, alertou para a importância da vacina…

Confira quem deve se vacinar nesta segunda-feira (17), na capital

Pessoas com mais de 18 anos que tenham alguma deficiência ou comorbidade prevista, que seja trabalhadora em educação do nível infantil ao fundamental em estabelecimento da Capital e residem no…