A Secretaria de Saúde de Campina Grande realiza no sábado, 16, o dia D de vacinação da Campanha de Multivacinação de crianças e adolescentes. Serão 20 postos de vacinação abertos das 8h às 17h. A campanha vai até o dia 22 setembro e visa atualizar as vacinas aplicáveis a crianças e adolescentes até os 14 anos de idade.

 

Vão funcionar os Centros de Saúde da Liberdade, da Bela Vista, da Palmeira, do Catolé e do Centro. Também vão estar abertas a Policlínica das Malvinas e as Unidades Básicas de Saúde João Rique, Bodocongó, Nely Maia, Jeremias, Jardim Continental, Tambor, Wilson Furtado, Velame, Jardim Paulistano, Rocha Cavalcante, Adriana Bezerra, Galante e Sabiá e Pardal (São José da Mata).

 

São oferecidos vários tipos de vacina de rotina para as pessoas na faixa etária adequada. Para as crianças de 0 a 6 anos de idade estarão disponíveis as vacinas que protegem contra Tuberculose, Hepatites A e B, Difteria, Tétano, Coqueluche, Meningite, Poliomielite, Diarreia, Pneumonia, Febre Amarela, Sarampo, Caxumba, Rubéola, Catapora e Varicela.

 

Para quem tem de 7 a 14 anos serão oferecidas as vacinas que protegem da Hepatite B, Febre Amarela, Sarampo, Caxumba e Rubéola, Tétano, Difteria e Coqueluche, Meningite, Varicela e HPV, seguindo o esquema vacinal de acordo com as idades para cada tipo de vacina.

 

A Coordenadora Municipal de Imunização, Miralva Cruz, ressaltou a necessidade de levar o Cartão de Vacinação.

 

“É necessário levar o cartão porque estamos fazendo justamente uma atualização da imunização e protegendo essas crianças contra essas doenças, portanto, precisamos fazer o controle no cartão”, explicou.

 

Codecom-CG

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Laboratório na Paraíba ganha selo por estudos sobre pandemia do Covid-19

O Laboratório de Inteligência Artificial e Macroeconomia Computacional (Labimec) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) foi certificado com o Selo Defensoria Pública de Responsabilidade Social pelas contribuições dadas às autoridades…

Opinião: alguns médicos paraibanos erram e saem em defesa da cloroquina de forma irresponsável enquanto o mundo é reticente ao seu uso

O governador João Azevêdo (Cidadania), que não tomou atitude unilateral, ao contrário, ouviu médicos e cientistas, com o aval do secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, médico por formação,…