Por pbagora.com.br

O Brasil voltou a quebrar a marca de seu pior dia da pandemia até aqui, com 3,6 mil mortes por Covid registradas em 24 horas. Com isso, o país soma agora 307.326 óbitos desde o início da pandemia. A média móvel de mortes no país nos últimos 7 dias chegou a 2,4 mil, voltando a bater recorde no índice. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +32%, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença.

É o que mostra novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h de sexta.

Alguns estados relacionaram seus altos números do dia diretamente a um represamento causado pela mudança que o Ministério impôs e revogou no meio da semana. São Paulo, o estado com os maiores registros, disse que a mudança afetou os dados desde quarta-feira (24) até aqui, mesmo após a suspensão, e por isso o estado teve recorde de mortes nesta sexta.

As secretarias de Saúde de Goiás, Rio Grande do Sul e Santa Catarina informaram que verificaram atraso e represamento de dados ao longo da semana. Na Bahia, os responsáveis informaram que o acúmulo foi relacionado a sobrecarga das equipes e aprofundamento das investigações epidemiológicas a fim de evitar distorções. A variação ainda pode ter reflexo nos próximos dias nos números pelo país.

Com o recorde desta sexta, o Brasil passa a ocupar o segundo lugar entre os países que tiveram mais mortes registradas em um único dia, ficando atrás apenas dos EUA — que já bateu a marca de 4 mil mortes diárias em seu pior momento. Antes, a Argentina ocupava a 2ª posição, com 3.351 mortes anotadas em 1º de outubro de 2020, segundo o portal Our World in Data.

Já são 65 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de mil; pelo décimo nono dia a marca aparece acima de 1,5 mil; e o país completa agora 10 dias com essa média acima dos 2 mil mortos por dia.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 12.407.323 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 82.558 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 75.759 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de +6% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos.

Dezenove estados e o Distrito Federal estão com alta nas mortes: RS, SC, ES, MG, RJ, SP, DF, GO, MS, MT, AP, RO, TO, AL, BA, PB, PE, PI, RN e SE.

Paraíba – A Paraíba tem 252.889 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgadas nesta sexta-feira (26). O número de mortes confirmadas por Covid-19 subiu para 5.452 no estado desde o início da pandemia. São 1.410 novos casos e mais 48 mortes na última atualização. Todos os 223 municípios paraibanos registraram casos da doença e 212 cidades registraram óbitos.

Consórcio de Imprensa

Notícias relacionadas

CRM atesta excelência no atendimento do Hospital de Clínicas de CG

O Hospital de Clínicas de Campina Grande recebeu, na última semana, mais uma visita do Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM PB). A nova fiscalização ocorreu a…

CG passa a fazer parte da Comissão Estadual de Vacinação contra a covid-19

Prefeito Bruno Cunha Lima destaca avanço e cria expectativa que Município volte a integrar também a Comissão Intergestores Bipartite   O Município de Campina Grande vai passar a fazer parte…