A Paraíba o tempo todo  |

Brasil registra média móvel de 1.997 mortes por Covid na última semana

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O Brasil registrou 1.118 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando neste domingo (13) 487.476 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 1.997. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +8% e indica tendência de estabilidade nos óbitos decorrentes do vírus.

É o 25º dia seguido de estabilidade na comparação com duas semanas atrás. Isso significa que o ritmo atual das mortes por Covid tem se assemelhado mais a um platô do que a uma queda ou a um aumento na curva, e isso em patamar bastante elevado.

Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h deste domingo. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.
São agora 34 dias com a média de mortes abaixo da marca de 2 mil. De 17 de março até 10 de maio, foram 55 dias seguidos com essa média acima de 2 mil. No pior momento desse período, a média chegou ao recorde de 3.125, no dia 12 de abril.

Sete estados aparecem com tendência de alta nas mortes: AM, PR, RS, RJ, AP, PB e RN

Oficialmente, o Ceará não registrou nenhuma morte por Covid hoje. A Secretaria de Saúde do estado diz que não sabe se isso ainda é reflexo da instabilidade no sistema de coleta de dados, notada nesta sexta-feira (11). Ainda segundo a secretaria, caso tenham ocorrido mortes por Covid, esses dados podem aparecer nos próximos dias.

O estado de Roraima não divulgou novos dados de mortes neste domingo. Segundo a secretaria, o sistema estadual que centraliza os números de óbitos não é alimentado pelos municípios em fins de semana e feriados.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 17.413.996 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 36.998 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 66.842 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de +10% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade também nos diagnósticos.

Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Vacinação
Mais de 54,6 milhões de pessoas tomaram a primeira dose de vacinas contra a Covid no Brasil. Os dados do consórcio de veículos de imprensa, divulgado às 20h deste domingo (13), apontam 54.607.404 primeiras doses aplicadas, o que corresponde a 25,79% da população.

Já a segunda dose foi aplicada em 23.659.355, o que dá 11,17% da população.

No total, somando a primeira e a segunda doses, 78.266.759 doses da vacina foram aplicadas.

Consórcio de Imprensa

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe