Por pbagora.com.br

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h deste domingo (14).

O país registrou 647 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 239.294 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 1.105 – a maior já registrada desde o início da pandemia. O recorde anterior era do dia 25 de julho de 2020 (1.097).

Já são 25 dias com essa média acima da marca de 1 mil. A variação foi de +4% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de estabilidade nos óbitos pela doença.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 9.833.695 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 22.440 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 44.494 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de -13% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos.

Doze estados estão com alta nas mortes: MG, GO, MS, AC, PA, RO, RR, BA, CE, MA, PB e RN.

Paraíba – A Paraíba tem 204.582 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgadas neste domingo (14). O número de mortes confirmadas por Covid-19 subiu para 4.242 no estado desde o início da pandemia. São 641 novos casos e mais 12 mortes na última atualização. Todos os 223 municípios paraibanos registraram casos da doença e 202 cidades registraram óbitos.

Consórcio de Imprensa

Notícias relacionadas

Cajazeiras: com emenda de Wilson Filho, tomógrafo está em fase final de instalação

Em breve, a população de 15 municípios do Sertão paraibano irá contar com um importante equipamento para melhorar o atendimento em saúde da região. Trata-se do tomógrafo que está em…

Daniella Ribeiro reforça necessidade de compra de vacinas para frear mortes pela covid-19 no Brasil

Diante do levantamento publicado por veículos de imprensa nacional de que o cronograma de vacinação só prevê vacina para 65% da população brasileira, a senadora Daniella Ribeiro (Progressistas) demonstra preocupação…