A assessoria de imprensa do Hospital Sírio-Libanês, na região central de São Paulo, informou, por volta de 14h30 deste sábado (27), que terminou a cirurgia a que o vice-presidente da República, José Alencar, foi submetido. A nova operação começou às 8h20 deste sábado para desobstruir o intestino. Um boletim médico deverá ser divulgado em breve.

O vice-presidente está internado no hospital desde terça-feira (23). A cirurgia foi realizada pelos médicos Raul Cutait e Ademar Lopes.

Boletim médico divulgado na sexta-feira (26) informava que o quadro do vice-presidente permanecia estável e que o tumor vinha respondendo ao tratamento.

A obstrução intestinal já havia sido diagnosticada no final de outubro, quando ele foi internado. Alencar passou 24 dias no hospital e teve alta no último dia 18. Durante o período de internação, sofreu um infarto, mas um exame não apontou obstruções arteriais importantes. No dia seguinte à alta, o vice voltou ao hospital para uma transfusão de sangue.

Luta contra o câncer

O vice-presidente luta contra um câncer na região do abdome e já passou por mais de 15 cirurgias. Em julho de 2009, ele foi submetido a uma operação motivada por uma obstrução intestinal causada por tumores abdominais.

Em setembro, o vice-presidente foi internado no mesmo hospital em razão de um edema agudo de pulmão. Em julho, por causa de uma crise de hipertensão, ele ficou hospitalizado e passou por um cateterismo.

Veja abaixo a íntegra do boletim médico:

“BOLETIM MÉDICO
26/11/2010
17h45

O vice-presidente da República, José Alencar, segue internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Embora seu quadro clínico siga estável e o sarcoma venha respondendo ao tratamento, persiste o quadro de suboclusão intestinal, para o qual foi indicado o tratamento cirúrgico. A cirurgia está programada para amanhã (27/11).

As equipes médicas que o acompanham são coordenadas pelos Profs. Drs. Paulo Hoff, Raul Cutait, Roberto Kalil, Paulo Ayroza Galvão e Ademar Lopes.

Dr. Antonio Carlos Onofre de Lira, Diretor Técnico Hospitalar

Dr. Riad Younes, Diretor Clínico”

Do G1
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Temos que diminuir o nº de mortes no trânsito”, diz superintendente do Detran

Nos últimos sete anos, cerca de 10 mil pessoas perderam a vida em acidentes de trânsito na Paraíba, especialmente em acidentes envolvendo motocicletas esses números preocupam o Governo do Estado…