Integrante da base oposicionista na Câmara Municipal de Campina Grande, o vereador Anderson Maia (PSB) afirmou em entrevista a Rádio Campina FM, que as “falhas do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea) estão entre os principais responsáveis da atual situação da unidade hospitalar.

Segundo o membro da câmara, em alguns pronunciamentos de apoiadores do prefeito Romero Rodrigues (PSDB), a série de denúncias e apelos, inclusive em perfis de redes sociais, em consequência da superlotação do instituto, parece algo natural.

– Isso é algo que precisa ser externado, inclusive, não dá para ignorar – disse.

Anderson Maia ressaltou que os problemas enfrentados atualmente na maternidade municipal vem desde anos anteriores.

– Eu trouxe para a tribuna, manchetes datadas de 2015, ou seja, isso é algo recorrente na maternidade, no ISEA. Então, em solidariedade às mães a gente fez um pronunciamento cobrando mais responsabilidade por parte da prefeitura, principalmente no que diz respeito a negligência – enfatizou.

 

Redação

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Sarampo: SES orienta vacinar crianças de 6 a 11 meses com dose “zero”

Começa, nesta sexta-feira (23), a vacinação contra o Sarampo para crianças de 6 a 11 meses em toda a Paraíba. A Tríplice Viral faz parte do calendário permanente de vacinação,…

Funcionando sem médicos, postos de saúde são interditados pelo CRM em JP

O Conselho Regional de Medicina (CRM-PB interditou eticamente dois postos de saúde do Bairro das Indústrias, em João Pessoa. A fiscalização foi realizada nesta quinta-feira (22) e, de acordo com…