A Paraíba o tempo todo  |

Wilson Filho ressalta sensibilidade do Governo para evitar lockdown na Paraíba

Nos últimos dias a Paraíba voltou a registrar o avanço da Covid-19 e a ocupação dos leitos de UTI já preocupa e registra uma taxa de 85%. Diante dessa situação, o deputado estadual Wilson Filho defendeu, durante sessão na Assembleia Legislativa desta quarta-feira (02), o novo decreto do Governo do Estado que aumenta as restrições devido o número elevado de internações que já ultrapassa os 1 mil pacientes e número de casos da covid-19.

Segundo Wilson Filho, o governador João Azevêdo analisou os dados e com sensibilidade, evitou mais uma vez um possível lockdown. “O governador tem trabalhado com muita competência no combate ao Coronavírus, priorizando a garantia de atendimento para a população e também entendendo a situação dos comerciantes, de forma a evitar prejuízos para todos”, ressaltou Wilson Filho.

O novo decreto entra em vigor a partir desta quinta-feira (03) e se estende até o dia 18 de junho. Com relação ao setor de bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de conveniência, poderá funcionar das 6h às 16h, com ocupação de 30% da capacidade do local. Após esse horário, ficarão liberados os serviços de delivery e de retirada do produto em loja. Além disso, nos dias 05,06, 12 e 13 de junho, os estabelecimentos só poderão atender por takeaway ou entrega.

Também foi recomendado aos municípios que decretem o fechamento de praias, parques, praças e demais espaços públicos destinados a lazer, ficando proibido o funcionamento de cinemas, museus, teatros, circos, casas de festas, centros de convenções, salas de espetáculos, bem como a realização de eventos sociais, congressos, seminários, conferências, shows e feiras comerciais em todo o território estadual.

Serviços essenciais

Nos próximos dois finais de semana, somente poderão funcionar as atividades que constam no decreto, a exemplo de supermercados, estabelecimentos médicos e veterinários, distribuidoras e comercialização de combustíveis, oficinas automotivas e feiras livres, desde que observadas as boas práticas de operação padronizadas pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca.

As prefeituras também deverão ampliar as áreas destinadas às feiras livres, possibilitando o maior distanciamento entre as bancas e ampliação dos corredores de circulação de pessoas.

A realização de missas, cultos e quaisquer cerimônias religiosas presenciais poderão ocorrer com ocupação de 30% da capacidade do local. Nos dias 05, 06, 12 e 13 de junho, as cerimônias poderão ocorrer de forma virtual, mantendo-se as atividades de preparação, gravação e transmissão, além das ações de assistência social e espiritual.

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      6
      Compartilhe