Por pbagora.com.br

Em nota encaminhada à imprensa nesta terça-feira (25) o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Vital do Rêgo após ser alvo de denúncia da Operação Lava Jato em meio à sua 73ª fase, denominada ‘Ombro a Ombro’. O ministro se disse ‘indignado’.

Vitalzinho declarou que o inquérito tramita há 5 anos e que ‘dois procuradores-gerais da República – Rodrigo Janot e Raquel Dodge – não vislumbraram elementos para formalizar o pedido de ação penal’.

Ainda de acordo com a nota, o inquérito foi aberto sem autorização do Supremo Tribunal Federal (STF).

Leia a nota:

‘O ministro Vital do Rêgo foi surpreendido na manhã de hoje com a notícia de que procuradores da Força-Tarefa de Curitiba apresentaram denúncia nos autos de inquérito judicial que tramita há quase cinco anos e que dois procuradores-gerais da República – Rodrigo Janot e Raquel Dodge – não vislumbraram elementos para formalizar o pedido de ação penal.

Causa estranheza e indignação o fato de que a denúncia nasceu de um inquérito, aberto sem autorização do STF, Corte esta que ainda aprecia recurso contra a remessa da investigação para Curitiba/PR, em uma clara usurpação da competência do Supremo Tribunal Federal.’

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Siqueira atiça fogueira do PT e PSB: “Não ter a companhia do PT é muito bom”

O apoio da Executiva Nacional do PT ao nome do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) na disputa pela PMJP vem causando um verdadeiro alvoroço na política da Capital paraibana desde que…

Situação de Anísio Maia na disputa pela PMJP deve ser definida até dia 26

O destino do deputado estadual Anísio Maia na disputa pela prefeitura de João Pessoa deverá ser definida até o dia 26 de setembro, conforme projeção dada pelo juiz eleitoral Fábio…