Menos de um mês após ter ido pessoalmente ao Ministério da Fazenda pedir a renovação de uma Portaria que subsidia o preço do milho comercializado pela Companhia Nacional de Abastecimento, o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), comemora a reabertura das unidades da Conab na Paraíba.
Segundo Vital, a reabertura de três postos da Conab, e consequentemente, a volta da comercialização do milho a preços acessíveis tranquilizam os produtores que já sofrem os efeitos da seca e estavam prejudicados com o fechamento das unidades.

Na visita que fez ao Ministério da Fazenda, Vital do Rêgo se reuniu em audiência com o Secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Diogo Oliveira, a quem pediu a renovação da Portaria. Ele mostrou ao representante do Ministério da Fazenda que mais de 23 mil agricultores do Estado estão afetados e sofrendo as consequência na demora do governo em renovar o dispositivo que regulariza o preço do milho comercializado pela CONAB.

Em menos de uma semana, o governo federal renovou a Portaria Nº 497 que garante a comercialização do cereal subsidiado pela Companhia Nacional de Abastecimento. O subsídio permite que os pequenos agricultores comprem o saco de 60 quilos do produto entre R$ 18,34 e R$ 21, dependendo da quantidade de animais do criador. No mercado, a mesma quantidade do cereal é vendida por R$ 36.

Além de pedir a renovação da portaria que autoriza a Companhia Nacional de Abastecimento a realizar as operações, Vital também solicitou a reposição de recursos destinados para compra do cereal na Paraíba. Isso porque com a redução de 60% do repasse para a empresa na Paraíba, os postos da Conab deixaram de funcionar, gerando problemas para os agricultores.

Com o fechamento dos polos, a distribuição do milho no Sertão tinha ficado concentrada na cidade de Patos, aumentando as viagens dos agricultores e o custo dos fretes, o que tornava a compra inviável.

Nesta segunda-feira, a Conab reabriu um dos polos do Sertão da Paraíba que tinham sido fechados no início do mês de setembro. De acordo com o superintendente da órgão no estado, Gustavo Guimarães, a revenda de milho foi restabelecida em Itaporanga e até o final da semana deve ser retomada em Sousa e Catolé do Rocha.

“Houve a normalização com a pressão que a bancada federal fez. O governo fez o descontingenciamento dos recursos e nós estamos podendo fazer frente às despesas”, afirmou Gustavo Guimarães.

Redação com assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bruno afirma ter apoio de vereadores de Romero para disputar PMCG

Prestes a se encontrar com o ex senador Cássio Cunha Lima (PSDB), para discutir a sucessão municipal de 2020, o ex-deputado Bruno Cunha Lima, e atual secretário-chefe do Gabinete do…

Governador nomeia novo procurador-geral do Tribunal de Contas do Estado

O governador João Azevêdo (PSB) já escolheu o novo procurador-geral do Ministério Público de Contas do Tribunal de Contas do Estado e a indicação recai sobre o nome de Manoel…