Por pbagora.com.br
Foto: Assessoria

Relatório do Ministro Vital do Rêgo sobre problemas causados pela burocracia no Brasil é entregue pelo TCU ao Ministério da Economia

Um relatório minucioso elaborado pelo Tribunal de Contas da União – TCU sobre os problemas causados pela burocracia no Brasil foi entregue na manhã desta terça-feira (02) pelo presidente o órgão, Ministro José Múcio Monteiro, ao Ministério da Economia. A entrega ocorreu durante a 3ª Conferência Internacional “Menos Burocracia, Mais Desenvolvimento”.

O evento foi realizado pelo TCU, Abrig – Associação Brasileira de Relações Institucionais e Governamentais e Ministério da Economia, no auditório do Ministério, em Brasília. O relatório foi elaborado pelo Ministro Vital do Rêgo com a ajuda da equipe técnica de seu Gabinete, e identificou os pontos cruciais da burocracia brasileira e os problemas que ela causa ao desenvolvimento do Brasil.

Durante o evento, o presidente do TCU apresentou um vídeo didático, contendo os dados do relatório, detalhando os entraves burocráticos em todos os poderes e em todos os setores, e fazendo uma comparação com outros países, sobretudo da América do Sul. “Agradeço ao Ministro Vital por ter assumido essa bandeira, prestando um serviço, mais que ao TCU, prestando um serviço ao País”.

Em sua explanação, Vital do Rêgo mostrou, em números, o quanto a burocracia é maléfica ao Brasil. Segundo ele, o custo da burocracia no País representa entre 1,45% e 2,76% do PIB nacional. “Temos mais de 5 milhões de normas emitidas desde 1988, o que dá a incrível marca de 764 normas por dia; somos o 109º país no ranking que mede a facilidade de se fazer negócios; 184º quando se trata de pagamento de impostos e 171º na obtenção de alvarás de construção”, destacou Vital.

Vital do Rêgo também destacou a preocupação do TCU, na pessoa do presidente José Múcio Monteiro, de que o órgão contribua para a mudança dessa realidade, ao criar um grupo de trabalho, que terá a relatoria do Ministro Vital e a participação de secretários e técnicos do TCU, para discutir com a sociedade a redução da burocracia, em nome do desenvolvimento nacional.

Após a abertura do evento, técnicos do TCU, da Abrig e do Ministério da Economia se debruçaram sobre o relatório, para, a partir dos dados que comprovam a realidade burocrática do brasil e das sugestões elencadas pelo TCU para solucionar os entraves, elaborar metas que possam reduzir a burocracia e abrir os caminhos para que o País gere desenvolvimento. “Esse é o nosso desejo, do presidente José Múcio, do TCU e de toda a sociedade brasileira”, finalizou Vital.

 

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

O Globo diz que Lula foi quem mandou detonar candidatura de Anísio, em JP

De acordo com o jornal O Globo, partiu do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a orientação à direção nacional do Partido dos Trabalhadores para que detonasse a candidatura a…

Tecnologia: Cícero afirma que pessoense terá “prefeitura na palma da mão”

Os serviços públicos precisam ser eficientes e devem estar sempre acessíveis para a população. É com esta certeza que o candidato do Progressistas à Prefeitura da capital, Cícero Lucena, lançou…