Por pbagora.com.br

 O senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) é o novo corregedor do Senado. O senador foi eleito nesta terça-feira (17), com 59 votos favoráveis e 2 contrários. Vital já esteve à frente da Corregedoria em 2011 e 2012. Com a eleição, deve ficar no cargo até o final de 2014, quando termina a atual legislatura. Os nomes dos três corregedores substitutos ainda não foram anunciados.

Entre as atribuições do corregedor está a manutenção do decoro, da ordem e da disciplina no Senado. É ele quem preside o inquérito em caso de delito cometido por senador dentro das dependências do Senado. Após a eleição, Vital prometeu exercer essas atribuições de acordo com o que preveem as regras da Casa.
– Quero agradecer a confiança que nossos companheiros do Senado depositam em nosso nome e renovar o compromisso de exercer, na corregedoria, o papel que me cabe à luz do Regimento Interno do Senado. Tenham todos a certeza de que serei absolutamente fiel às recomendações do nosso regimento – garantiu.

A eleição de Vital foi elogiada pelo senador Mário Couto (PSDB-PA), que disse não ter entendido os dois votos contrários recebidos pelo colega e se declarou “indignado” com esses votos.

– Os dois senadores que votaram ‘não’ se enganaram. Não é possível votar contra um homem desses – afirmou Mário Couto, que declarou seu voto favorável.Também declararam o voto a favor de Vital os senadores Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Lídice da Mata (PSB-BA), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Luiz Henrique (PMDB-SC).

Redação com assessoria

 

Notícias relacionadas

Estados liderados por bolsonaristas encabeçam mortes por covid-19; veja posição da Paraíba

Um estudo feito pela unidade de inteligência do portal Congresso em Foco mostra que os estados que mais votaram em Jair Bolsonaro no primeiro turno das eleições presidenciais de 2018…

Mesmo sob novo comando, CMCG é criticada por ‘dormir nas suas atribuições’

A mudança de comando na presidência da Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) em nada alterou o andamento do trabalho legislativo. Pelo menos é essa a percepção do vereador Olímpio Oliveira…