Por pbagora.com.br

 A nomeação do senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) no Ministério da Integração Nacional é questão de tempo, e está cada vez mais próxima, segundo a imprensa nacional. Na edição desta quarta-feira (13), mais um colunista nacional dá como certo a nomeação do senador paraibano para o Ministério, agora já com uma previsão mais pragmática na 2ª quinzena de dezembro. O colunista Kennedy do renomado portal nacional Ultimo Segundo do IG autor do Blog do Kennedy, deu o furo ontem (12) a noite quando revelou que a presidente Dilma Rousseff deverá começar a reforma ministerial logo após o final dos trabalhos do Congresso, na segunda quinzena de dezembro.

Segundo ele, haverá um fortalecimento do PMDB, que deverá ganhar uma sexta pasta. O PMDB tem hoje Turismo, Agricultura, Previdência, Minas e Energia e Aviação Civil. Deverá levar a pasta da Integração Nacional. O provável novo ministro é o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), do grupo do atual presidente do Senado, Renan Calheiros (AL).

Na política, as prioridades serão usar a reforma ministerial para cimentar alianças eleitorais a fim de fortalecer a chance de reeleição de Dilma. Além de fortalecer o PMDB, a presidente deverá nomear ministros de partidos que apoiem oficialmente a sua campanha: PP, PTB, Pros e PSD terão postos desde que obedecida essa premissa.

Para o lugar de Alexandre Padilha, que deixará a Saúde para concorrer ao governo paulista, é quase certa a indicação de Mozart Sales, secretário de Gestão do Trabalho e da Educação do ministério. Mozart foi um dos principais idealizadores do Mais Médicos, programa que será vitrine de Dilma e de Padilha na campanha.  A indicação de um técnico para a Saúde deixa o posto livre para a eventual volta de Padilha, caso ele perca a disputa contra Geraldo Alckmin (SP).

Na edição desta quarta-feira (13), o jornal o Globo também enfatiza a nomeação do paraibano. Segundo a reportagem, a reforma ministerial que a presidente Dilma Rousseff fará na virada do ano, dentro da estratégia de fortalecer a coligação partidária para sua reeleição, deve dar ao PMDB mais poder na Esplanada: além do Ministério da Integração Nacional para o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), o partido está cotado para assumir o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior com o filho do ex-vice-presidente José Alencar, Josué Gomes da Silva, recém-filiado ao PMDB de Minas. Josué é presidente da Coteminas e integra a diretoria da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

No xadrez da reforma ministerial que promoverá na virada do ano, segundo o Globo, a presidente Dilma terá que conciliar três fatores: agradar a partidos da base aliada, com o intuito de amarrar apoios à sua reeleição; nomear quadros que não vão disputar as eleições do ano que vem; e deixar uma margem para novas trocas no início de eventual segundo mandato

PBAgora com IG e Globo.com

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Confiantes: na busca pela vitória, Cícero e Nilvan apostam no termômetro das ruas

Há dois dias da última etapa das Eleições 2020 em João Pessoa, os candidatos Cícero Lucena (PP) e Nilvan Ferreira (MDB) avaliam como positiva a campanha que realizaram e confiam…

Rede Sustentabilidade nega que esteja apoiando Nilvan Ferreira no 2º turno

Nesta sexta-feira (27), o partido Rede Sustentabilidade divulgou nota negando que esteja dando apoio à candidatura de Nilvan Ferreira, do MDB, no 2º Turno em João Pessoa. A sigla disse…