A Paraíba o tempo todo  |

Vital: bússola do desenvolvimento está mudando

Durante coletiva em Sousa, Vitalzinho diz que a bússola do desenvolvimento está mudando para o interior

O Senador eleito Vital do Rego Filho, Vitalzinho (PMDB) afirmou na manhã desta quinta-feira (14) na cidade de Sousa, durante entrevista coletiva, que o desenvolvimento passou a chegar, de forma mais acentuada, ao interior, nos últimos anos. Segundo ele, este fato está gerando um fenômeno interessante, que é uma equiparação do potencial das cidades do interior ao das cidades litorâneas.

De acordo com Vitalzinho, o Brasil está virando a bússola do desenvolvimento. “Nossa bússola era do leste”, disse Vitalzinho, referindo-se à priorização das capitais, em detrimento do interior do país. “Quando se criou a Sudene, existia uma espécie de marca para investimentos de 200 quilômetros da lâmina da praia. Só havia investimentos em 200 km do eixo do mar”, lembrou Vitalzinho.

Ele disse que essa priorização fez com que houvesse um diferenciamento no tratamento das cidades. “Com isso, todas as nossas capitais, menos João Pessoa, ainda, incharam e aumentaram consideravelmente os seus problemas sociais. Ninguém consegue mais morar em Fortaleza, Natal, Recife”.

Entretanto, de acordo com o Senador eleito, hoje a bússola do desenvolvimento nacional está mudando de posição, apontando para o grande potencial do interior brasileiro. “A gente vê que a interiorização está ocorrendo. Campina Grande, no ano passado, por exemplo, cresceu mais que a China e não foi por acaso”, disse.

Ele afirmou que, dentro desta linha de pensamento, vê-se, claramente, que o Sertão da Paraíba também está inserido neste processo. “Nós temos um potencial importante na área petrolífera, por exemplo. Com isso, será gerada uma rede fantástica de investimentos de setores agregados ao petróleo. O desenvolvimento vem prá cá”, disse.

 

Assessoria

 

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe