Em mais um trecho vazado da delação do ex-secretário Ivan Burity contando ao GAECO que o ex-governador Ricardo Coutinho teria entrado em rota de colisão com o empresário Roberto Santiago ao supostamente receber propina do Grupo Marquise, donos da TV Tambaú, e passar a trabalhar pra liberar na Sudema a licença ambiental do Shopping Intermares.

No vídeo, Ivan detalha como ocorreu todo o trâmite e o pagamento de cerca de R$ 1,2 milhões que seria utilizada na campanha de reeleição de Ricardo.

“Nesse momento se vivia uma história em que Ricardo tinha acabado de descobrir que a Laura, então superintendente da Sudema estava o traindo, porque tinha passado para o lado de Roberto Santiago. O período pré e pós-eleitoral eram os períodos em que essas demandas se adensavam todo mundo em busca de dinheiro. Essa história se arrastava, Roberto Santiago tinha um cabo de guerra com esse pessoal da Marquise para não deixar sair o shopping de lá e como Roberto era mais tendente a Cássio quando houve a ruptura Ricardo Cássio, ele [Ricardo] resolveu dar a licença da Marquise e descobriu que a Laura que ele havia nomeado superintendente estava o traindo, então ele a afasta e joga ela pro Porto pra não dizer que ela caiu por causa disso… Teve duas reuniões preliminares na TV Tambaú e depois a na Marquise para bater o martelo e pegar o dinheiro” detalhou veja:

PB Agora

 

 

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PB: ‘Luanda Leaks’ traz novos detalhes sobre dinheiro desviado de Angola

A informação de que dinheiro desviado de Angola teria financiado empreendimentos de luxo na beira mar de João Pessoa na Paraíba, trouxe novos detalhes, em matéria publicada ontem à noite…

Galdino revela movimentação do grupo de João visando PMCG

Nesta terça-feira (21), o deputado estadual Adriano Galdino (PSB) revelou durante entrevista a uma emissora de rádio de João Pessoa que em Campina Grande, o grupo do governador João Azevêdo…