A vice-governadora Lígia Feliciano lançou, nessa terça-feira (2), a quinta edição do Projeto Acolher, em João Pessoa. Desenvolvido pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano, o projeto atende pessoas idosas com ações e investimentos em diversas áreas. “Quero que todos vocês tenham a certeza de que a meta do governador João Azevêdo e da vice-governadora Lígia Feliciano é manter e melhorar cada vez mais as políticas públicas de apoio aos idosos”, afirmou a vice-governadora.

O evento foi realizado na sede da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad) e contou também com as presenças da secretária executiva de Segurança Alimentar e Nutricional e Economia Solidária, Roseane Meira, que representou a secretária de Estado do Desenvolvimento Humano, Gilvaneide Nunes da Silva; o promotor de Justiça do Ministério Público da Paraíba, Valberto Lira; os deputados estaduais Chió e João Gonçalves; além das representantes do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos das Pessoas Idosas, Antônia Oliveira Silva; das Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI’S), irmã Maria do Rosário Reis, presidente do Lar da Providência; e a representante da ILPI’S da Providência Carneiro da Cunha, dona Célia, e mais de 300 idosos.

Investimento – Na oportunidade, Lígia Feliciano garantiu que as ações implementadas pelo Governo do Estado, desde o ano de 2013, quando teve início o Projeto Acolher, não serão abandonadas. “Os investimentos iniciados lá atrás, com o Acolher, o Cidade Madura – projeto pioneiro que é sucesso no Brasil – e o Empreender para os idosos serão fortalecidos e aprimorados também neste Governo”, destacou a vice-governadora, acrescentando que o objetivo é que o povo paraibano possa envelhecer com mais saúde e dignidade. Para tanto, o Governo do Estado já investiu cerca de R$ 6 milhões nas quatro edições do Projeto Acolher e mais um milhão neste ano.

Para a secretária executiva de Segurança Alimentar e Nutricional e Economia Solidária, Roseane Meira, os investimentos do Projeto Acolher são muito importantes porque garantem as melhorias das ações assistenciais, de saúde, de nutrição, de cultura, de lazer e de infraestrutura nas 30 Instituições de Longa Permanência para Idosos distribuídas em 26 municípios em todo o território paraibano.  “São cerca de 1300 pessoas idosas que, distantes do convívio familiar, residem nesses espaços e com qualidade de vida”, comemorou a gestora.

Já a representante das Instituições de Longa Permanência, irmã Maria do Rosário Reis, agradeceu toda atenção recebida do Governo do Estado e pelos benefícios que o Projeto Acolher tem proporcionado ao Lar da Providência, por exemplo, como a piscina térmica, os equipamentos de fisioterapia e instrumentos novos para a cozinha. “Peço que esses benefícios possam ser estendidos para todos os idosos”, finalizou a religiosa.

PB Agora

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Saiba quem é a deputada campeã na concessão de honrarias na ALPB

Apesar de ser um dos direitos constitucionais de cada parlamentar estadual integrante da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) o elevado número de concessões de títulos e honrarias, vem preocupando os…

OUÇA: reitor da UEPB diz que estudante que fez ameaças trancará curso

O reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), professor Rangel Júnior divulgou, através de um áudio compartilhado nas redes sociais, nesta segunda-feira (21), detalhes sobre o caso da suposta ameaça…