Por pbagora.com.br

A candidata a vice-prefeita de Campina Grande na chapa de Artur Bolinha (PSL), Annelise Meneguesso (PSL), culpou, durante entrevista à Rádio Caturité FM nesta quarta-feira (28), a Secretaria de Saúde de Campina Grande por não ter efetuado a sua descompatibilização no prazo solicitado, o que culminou no indeferimento do registro de sua candidatura. Ela classificou a ação como “desorganização” e avisou que recorreu da decisão de indeferimento por ter certeza de que não cometeu nenhum delito.

Ela explicou que pediu afastamento da Secretaria de Saúde de Campina Grande no dia 10 de julho para que não houvesse nenhum tipo de problema. Também citou que é empregada de uma empresa privada, mas não é necessário que haja o afastamento.

– Quero acreditar que foi desorganização e não perseguição eles estarem fazendo isso comigo. Sou uma mulher de reputação ilibada e nunca cometi nenhum delito, não seria agora, sob holofotes, que cometeria algo errado – afirmou.

Annelise ainda se considerou muito parecida com o presidente Jair Bolsonaro em diversos aspectos e destacou que um dos motivos que a fez apoiá-lo em 2018 foi a proposta de combate à corrupção.

– Sou conservadora, cristã e liberal na economia – pontuou.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Nilvan garante retorno das aulas das escolas privadas de JP em janeiro

Candidato do MDB à prefeitura esteve reunido, nesta segunda-feira, com representantes do setor educacional da Capital Em reunião com entidades e representantes de escolas particulares, o candidato do MDB a…

Vice-governadora comemora saldo do PDT nas urnas: “Crescemos quase 100%”

A vice-governadora Lígia Feliciano usou seu perfil numa rede social para agradecer o resultado alcançado pelo seu partido, o PDT, nas eleições do último domingo. De acordo com Lígia, a…