Por pbagora.com.br

Vai começar de novo a discussão sobre quem afinal vai ser o prefeito da cidade de Bayeux. Nesta terça-feira, 20, os vereadores da cidade prometem votar proposta de emenda à Lei Orgânica que define eleições diretas com a vacância no cargo de prefeito e de vice-prefeito.

 

Berg Lima segue afastado e o vice, Luiz Antônio (PSDB), foi cassado. A votação da emenda à Lei Orgânica do Município, prevendo a realização de eleições diretas em caso de vacância do cargo de Prefeito e Vice-Prefeito, foi o fator que levou o PSB na cidade a romper com o prefeito interino Noquinha.

 

De acordo com Jefferson Kita, presidente do diretório do PSB na cidade,  o adiamento teria sido uma manobra do presidente da Casa, Adriano do Táxi, a pedido de Noquinha por conta de uma por conta, segundo ele, de uma rejeição sofrida pelo prefeito interino por parte da população.

 

“Aqueles que estão lá agora tentam se perpetuar, utilizando uma estratégia extremamente odiosa, a de impedir sub-repticiamente que o povo tenha voz e possa decidir os seus destinos em caso de vacância definitiva dos cargos de Prefeito e Vice”, diz trecho da nota.

 

 

 

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

Opinião: Lava Jato só serviu para pôr a extrema-direita no Poder e quebrar o Brasil

Para melhor avaliar o estrago que foi a Lava Jato, basta que se observe o que era o Brasil antes e depois de instituída esta Operação. Tanto do ponto de…

Senado define presidente, vice e relator da CPI da Covid-19; veja quem são

Um acordo entre parlamentares que vão compor a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no Senado, responsável por investigar as ações do governo federal e o uso de verbas…