Independente das divergências políticas, duas mulheres, ícones da direita e esquerda política do país, a primeira-dama Michelle Bolsonaro e a presidente nacional do PT Gleisi Hoffmann tiveram seus nomes envolvidos em dois recentes episódios que repercutiram nacionalmente de forma negativa.

Michelle foi acusada de adultério em uma reportagem e Gleisi foi hostilizada em um hotel no Rio de Janeiro.

Solidária à causa feminina a vereadora Sandra Marrocos colocou, nesta terça-feira (03), Gleisi e Michelle Bolsonaro em um mesmo patamar e defendeu as duas enquanto mulheres.

Sandra deixou as críticas e diferenças políticas a Jair Bolsonaro, marido de Michelle de lado e declarou total respeito à primeira-dama, assim como à presidente nacional da sua futura sigla.

“Eu seria desonesta com a minha história, desonesta com as mulheres se não viesse para essa tribuna hoje dizer que a vida privada das pessoas só a elas interessa. E segundo quando querem agredir a mulher é de forma machista e misógina. Gleisi querida parabéns por sua coragem, resiliência, por sua força, eu fico imaginando nós mulheres como agiríamos se a gente fosse saindo, eu tenho um filho de treze anos, e alguém viesse agredindo. Michelle Bolsonaro, meu respeito enquanto mulher. Gleisi, minha solidariedade. Todo meu respeito e toda a minha admiração a essas duas mulheres que foram agredidas” declarou.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Deputado do PSD explica motivos para manter candidatura mesmo após Kassab ‘incendiar’ a base governista em CG

O deputado e vice-presidente estadual do PSD, Manoel Ludgério, reafirmou em entrevista a TV Itararé que mantem a sua candidatura a Prefeitura de Campina Grande, mesmo após as declarações do…

Opinião: a aliança do PRTB e PSL põe Eduardo Carneiro definitivamente na “busca” pela prefeitura de João Pessoa

O jornalista e teatrólogo Nelson Rodrigues ficou conhecido por suas obras. Isso é fato. Mas suas frases de efeito o eternizaram. Uma delas diz que “Ser bonita não interessa. Seja…