Por pbagora.com.br

O açude público que abastece a população da cidade de Emas, no Sertão paraibano, encontra-se quase que totalmente seco, já reduzido à lama, e o Governo do Estado ainda não definiu quando dará início à construção do canal adutor que captará água, do açude Cachoeira dos Cegos, em Catingueira, para suprir a falta do produto, entre os quase quatro mil habitantes da localidade.

Mas, o vereador Vicente Júnior (PPS) tomou, para si, a tarefa de lutar, politicamente, pela execução desse projeto, já faz algum tempo. Segundo ele, como demanda do próprio Orçamento Democrático Estadual (ODE), o projeto já passou pelo crivo da AESA, para os estudos técnicos de hidrografia, e encontra-se à apreciação de diretores e técnicos da Cagepa, para que, definitivamente, venha a ser executado, em parceria com a Suplan.

Numa extensão de cinco quilômetros, o canal custará, ao Governo do Estado, segundo Vicente Júnior, pouco mais de R$ 800 mil, e deverá ser concluído no prazo de aproximadamente 120 dias. Enquanto isso não acontece, a população de Emas continua sendo abastecida, do ‘precioso líquido’, por quatro carros-pipa: três, custeados pelo Governo do Estado; um, pela Prefeitura do município.

“Acreditamos, piamente, na sensibilidade do governador Ricardo Coutinho, quanto à brevidade com que iniciará a execução dessa obra redentora, no nosso município”, afirmou o vereador sertanejo.



Redação com Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PT espera reciprocidade do PCdoB para fechar aliança em JP e CG

A executiva nacional do Partido dos Trabalhadores ainda não decidiu se irá liberar o partido em Campina Grande para apoiar a pré-candidatura do deputado estadual Inácio Falcão (PCdoB) já no…

Ana Cláudia reúne pré-candidatos do Podemos para tratar de ideias para CG

A pré-candidata à Prefeitura de Campina Grande, Ana Cláudia, reuniu neste final de semana os pré-candidatos do Podemos para tratar sobre assuntos relacionados à campanha eleitoral que se aproxima e…