Por pbagora.com.br

 O vereador Lucas de Brito (PSL) não gostou das declarações da vereadora Sandra Marrocos (PSB), que pediu que o parlamentar renuncie ao cargo de vice-presidente da Câmara de João Pessoa, após aderir ao prefeito Luciano Cartaxo (PSD). Ele rebateu e em tom de desabafo negou que vá renunciar.

 

Ele afirmou que foi vítima de boicote e chantagem durante a composição da Mesa Diretora e acrescentou que alguns vereadores não tem moral para cobrar a vaga.

 

“É uma chantagem pública dizer que a vaga deve ser devolvida. É uma forma de extorsão a que não me submeto de forma nenhuma. Eu já tinha engolido a seco o boicote a nossa candidatura. Eu não renuncio. Essa bancada boicotou a minha candidatura a presidente da Câmara. Foi uma bancada que tem membros que assinaram duas listas. Não vou me submeter a esse tipo de extorsao”, desabafou.

 

Redação com rádio CBN

 

Notícias relacionadas

Petistas frustram apoio a nome de Couto para federal em 2022

Depois de ter abandonado uma reeleição tida como certa à Câmara Federal nas eleições de 2018 para se aventurar na disputa pelo Senado Federal, e sair derrotado, o ex-deputado federal…

Vice-prefeito de CG se reúne com ministro da Saúde e reivindica recursos

O vice-prefeito de Campina Grande, Lucas Ribeiro, participou nesta terça-feira (4), de uma reunião com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. O encontro aconteceu em Brasília, onde o gestor cumpre…