A Paraíba o tempo todo  |

Vereador considera que Eliza Virgínia alimenta ódio aos Poderes

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Em resposta a proposta derrotada na Câmara Municipal de João Pessoa, da vereadora pessoense Eliza Virgínia, que defendia um voto de solidariedade ao presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, preso pela Polícia Federal, depois de mandado deferido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. O vereador petista Marcos Henrique, criticou a proposta, alegando que a Casa tem coisas muito mais importantes para se discutir.

“Tanta coisa importante que a gente tem para discutir, e a vereadora defendendo voto de solidariedade para quem alimenta ódio aos Poderes e prega a violência, o assassinato. O STF deu um freio de arrumação”, disse Marcos Henriques.

Entenda o caso – É que na manhã de ontem (17), Eliza propôs voto de solidariedade ao presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, preso pela Polícia Federal após mandado deferido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, porém a proposta foi rejeitada por ampla maioria na Casa de Napoleão Laureano.

Com a derrota, Eliza, em contato com a imprensa, questionou os motivos que teriam levado à prisão de Jefferson e declarou que ao seu ver o STF está errado. “Por que Roberto Jefferson está preso? Qual foi o crime Que ele cometeu? opinião? Crime de pensamento e existe isso agora? Eles abrem inquérito sem ter poder para abrir, investigam sem ser polícia e julgam, assim é bom demais. Onde nós vamos chegar?” perguntou.

A vereadora foi além e chegou a comparar o STF ao talibã. “Jornalistas estão sendo presos por darem opinião, cidadãos comuns estão sendo presos, deputados estão sendo presos e agora quem serão os próximos? Cada um tem o talibã que merece” polemizou em entrevista à rádio Correio FM.

Redação

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe