Por pbagora.com.br

Os rumores de que o MDB estaria articulando a filiação do ex-deputado estadual Bruno Cunha Lima (sem partido) para figurar como candidato do partido na sucessão municipal em Campina Grande tem deixado os filiados veteranos da agremiação incomodados. Para o vereador Olímpio Oliveira, filiado ao MDB, que deixou o nome à disposição da sigla para disputa de 2020, é hora do senador José Maranhão (MDB) dá valor à prata da casa em vez de mendigar filiados fora da legenda.

“Eu ainda coloco firmemente o nosso nome como uma opção para o partido. Tenho apresentado desde o início, entendo que o partido deve lançar candidatura própria, temos nomes, não precisamos sair por aí mendigando a atenção de jeito nenhum. Nós temos a doutora Tatiana Medeiros, nós temos Metuselá Agra, nós temos o vereador Olímpio Oliveira, nós temos nomes, nós temos quadros, agora nós precisamos do respaldo da liderança maior que é o senador José Maranhão que, ao que me parece, não está prestigiando os nomes, as pratas da casa do partido, que vêm há muito tempo na legenda, em que pese as dificuldades que o partido tem enfrentado, ninguém pulou do barco. Agora é a hora de reconhecer esses valores que nós temos”, disse.

Apesar da declaração, o parlamentar considera como natural a movimentação em busca de novos filiados, mas lembra que o mandato merece respeito e que os atuais filiados devem ser convidados a participar das articulações.

“É natural num momento como este há uma indefinição muito grande e agremiações política procurem reforçar as suas fileiras. A única forma de fazer isso é tentando atrair nomes expressivos, agora, evidentemente, que, como eu tenho feito, quero deixar registrado a nossa insatisfação pela forma da condução. Eu entendo que o mandato que nós exercemos merece respeito. Nós temos uma conduta partidária irretocável e eu acho estranho não estar participando dessas decisões, dessas conversações, desses diálogos”, arrematou. As declarações repercutiram em um site campinense, nesse fim de semana.

 

PB Agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Opinião: Marmuthe Cavalcanti dissemina fake news sobre agência da CEF no Valentina

Certa vez o filósofo grego Aristóteles, com toda sua sapiência disse: “Que vantagem têm os mentirosos? A de não serem acreditados quando dizem a verdade”. Pois bem, o vereador de…

Livro-bomba de Eduardo Cunha: Tchau Querida – O Diário do Impeachment

A história é implacável contra a mentira. Mais cedo, ou mais tarde, a verdade sempre virá à tona. Mesmo que seja a conta-gotas. O golpe parlamentar perpetrado contra a ex-presidente…