Em seu twitter, o senador Veneziano Vital (PSB-PB) lamentou fala homofóbica dita pelo Presidente da república Jair Bolsonaro (PSL), durante café da manhã com jornalistas. Bolsonaro falava sobre a recusa do Museu Americano de História Natural de Nova York em sediar o evento organizado pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos que o homenageia.

Eu recebo (a homenagem) na praia, numa praça pública. Não é o museu que está me homenageando. O que houve foi pressão do governo local que é Democrata e eu sou aliado do (presidente dos EUA) Donaldo Trump, disse Bolsonaro.

Ele afirmou que, em novembro de 2009, começou a “tomar pancada do mundo todo” ao acusar o kit gay. Eu comecei a assumir essa pauta conservadora. Essa imagem de homofóbico ficou lá fora, disse, afirmando que isso não prejudica investimentos. O Brasil não pode ser um país do mundo gay, de turismo gay. Temos famílias, disse.

Com isso o senador Veneziano lamentou em seu twitter.

“Lamentável essa declaração. A minha atuação no senado será de respeito a pluralidade, respeito a orientação sexual de cada um, é através do respeito que teremos um país mas justo e menos movido pelo ódio”.

Bolsonaro já disse em entrevistas que é “homofóbico, com muito orgulho” e que preferia ter um filho morto a um filho homossexual, entre outras declarações homofóbicas recorrentes em sua trajetória.

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Julian reforça crítica a Bolsonaro por apoiar ato contra Congresso

Após criticar o ato convocado pelo presidente Jair Bolsonaro, previsto para o dia 15 de março, onde o presidente defende o fechamento do Congresso, o deputado estadual paraibano Julian Lemos…

Em nota, Governo do Estado expressa pesar pela morte de Marcus Odilon

O Governo do Estado, através de nota, expressou pesar pela morte do ex-prefeito de Santa Rita Marcus Odilon. A administração estadual disse estar solidária a dor de amigos e familiares.…