Eleito senador mais votado da Paraíba, nas eleições desse ano, o deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PSB) evitou tripudiar, durante entrevista nesta segunda-feira (07), menos de 24h após receber o resultado das urnas, da derrota de seu adversário, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), que após décadas de vida pública, ficará sem mandato, pela primeira vez.

O parlamentar disse que não age conforme os adversários, mas de maneira diferente e que por isso tem o costume de respeitar àqueles que não logram êxito.

“Primeiro eu não, ao contrário do que fizeram comigo, eu não espezinho sobre resultado, eu não desrespeito aos que sofrem revezes. Isso é muito próprio dos adversários nosso. Eu tenho grandeza. Eu tenho tanta grandeza que recebo a vitória alegremente, assim como tivemos em 2004 e 2008 enfrentando Cássio Cunha Lima e seu grupo”, ressaltou.

Apesar da cautela, Veneziano cutucou o oportunismo do grupo Cunha Lima, que observando a onda Bolsonaro, virou as costas para o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, para mudar de lado às vésperas das eleições.

“Eu penso que o senador e sua postulação, além do desgaste que foi sendo construído pelas suas posições, com incoerentes posturas, gerou a maior rejeição. O tucano chegou a me chamar de oportunista, quando na verdade ele que saiu rasgando elogios para Bolsonaro, abandonando o PSDB, simplesmente por uma força ascendente da candidatura do PSL, aí se pergunta quem é o verdadeiro oportunista”, ressaltou.

Para Veneziano, a turbulência em torno da escolha do candidato da oposição, aliada a boatos de um cruzar de braços de Cássio com relação a candidatura do PV podem ter respaldado a rejeição das urnas.

“A vitória nossa foi significativa. Agora damo-nos o direito da alegria e do contentamento”, arrematou.

 

 

Márcia Dias

PB Agora

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Jackson Macêdo é reeleito presidente estadual do PT da PB

A etapa estadual do 7º Congresso Nacional do PT – Lula Livre, definiu novas diretrizes as lutas políticas do Partido dos Trabalhadores na Paraíba (PT/PB). O encontro aconteceu neste sábado…

Meta é trabalhar: João diz que ainda não pensou em um possível 2º mandato

Ainda é muito cedo para que o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB) possa pensar em uma possível reeleição. Marinheiro de primeira viagem, o gestor exerce o seu primeiro mandato…