Por pbagora.com.br

O deputado federal Veneziano Vital do Rêgo, do PMDB, confirmou à imprensa paraibana, nesta quinta-feira (29), que não foi convidado e sequer comunicado sobre a confraternização do PMDB, realizada pelo senador José Maranhão na noite de ontem, em um restaurante de João Pessoa. Ele disse que nem ele, nem seu suplente, André Amaral, foi chamados. 

Para o ex-cabeludo, o gestor foi de total descortesia.

 “Nem eu nem André Amaral, que estava em meu lugar. Foi um gesto de descortesia do partido”.

Vené ainda fez críticas mais duras e disse que quando viu as fotos da reunião, disse que foi “deprimente para o PMDB”: “Aquelas confraternização não foi do PMDB, foi de outros partidos e dos adversários do PMDB”. Além do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), também esteve presente ao evento.

Veneziano foi perguntado se seu descontentamento com o partido seria um fator para sua saída: “Pelo contrário! Eles fazem tudo como forma de me convidar para sair, mas pelo contrário, eu serei a voz da resistência dentro do PMDB. Eu sim sou PMDB e ajo como PMDB. Vou resistir dentro do partido”. A informação é do portal Polêmica Paraíba

 


Redação

 

Notícias relacionadas

Opinião: Cícero embarca só na reeleição de João ou leva os Ribeiros e o partido?

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), já teria manifestado incondicional apoio à reeleição do governador João Azevedo (Cidadania). Pelo menos foi o que revelou, com absoluta exclusividade, o…

Progressistas vira ‘noiva cobiçada’ da situação e da oposição para as eleições de 2022

O partido Progressistas, da senadora Daniella Ribeiro e do deputado federal Aguinaldo Ribeiro, respectivamente, pode ser o fiel da balança nas eleições do ano que vem. A legenda tem vínculos…