Por pbagora.com.br

No início da tarde deste domingo (21), o site The Intercept Brasil divulgou novas conversas privadas entre procuradores do Ministério Público Federal que fazem parte da força da tarefa da Operação Lava Jato.

Em novos diálogos, segundo o site, Deltan Dallagnol, sugeriu aos colegas que o ministro da Justiça, Sérgio Moro, protegeria o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) nas investigações sobre o caso Queiroz. A suposta proteção seria para não desagradar o presidente e para garantir uma possível indicação para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF).

Ainda segundo o The Intercept, nas conversas, que datam de janeiro deste ano, fica explícita a percepção de Dallagnol de que o senador cometeu crime de corrupção quando foi deputado estadual pelo Rio de Janeiro.

“Seja como for, presidente não vai afastar o filho. E se isso tudo acontecer antes de aparecer vaga no supremo?”, escreveu.

“Agora, o quanto ele vai bancar a pauta Moro Anticorrupcao se o filho dele vai sentir a pauta na pele?”, questionou o procurador.

Confira matéria na íntegra:
Deltan sugeriu que Moro protegeria Flávio Bolsonaro para não desagradar o presidente

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Por questões pessoais, Dr Érico desiste de disputar prefeitura de Patos

O deputado estadual Doutor Érico, que havia deixado de integrar o famigerado G11 na ALPB em março desse ano para garantir o apoio do Governo do Estado à postulação à…

Negado provimento ao agravo que pedia a nulidade de assembleia de servidores estaduais

O desembargador José Ricardo Porto indeferiu o pedido de nulidade da Assembleia Geral Extraordinária realizada pelo Sindicato dos Servidores do Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado da…