As eleições de 2010 passaram, mas os ‘moídos’ ficaram. É que uma declaração recente do deputado federal eleito, Ruy Carneiro (PSDB), pode mudar os rumos da história da política Paraíba pelo menos pelos próximos quatro anos.

Em entrevista ao programa Conexão Máster, exibido pela TV Máster, na última segunda-feira (06), Ruy Carneiro revelou pela 1ª vez a existência de um acordo entre o ex-governador Cássio (PSDB) e o senador Cícero Lucena (PSDB) para que a dupla apoiasse os dois principais candidatos na disputa pela sucessão estadual na Paraíba.

O acordo, segundo Ruy, era Cássio apoiar Ricardo Coutinho (PSB) e Cícero Lucena (PSDB) ficar com José Maranhão (PMDB). O ‘acerto’ teria sido realizado mesmo antes das convenções.

Ainda durante a campanha eleitoral, o ex-governador Cássio também revelou a existência de um ‘pacto’ com o presidente da legenda, Cícero Lucena. Na ocasião, Cássio ressaltou que, independente do resultado do pleito, a dupla iria continuar caminhando juntas, desta vez no Senado Federal.

“Da mesma forma que Cícero tem ou tinha dificuldade de votar em Ricardo Coutinho, eu tinha e tenho dificuldade de votar em José Maranhão por todos os motivos que a Paraíba já conhece”, declarou à época.

Outro que também sinalizou o acordo foi o Secretario Geral do PSDB estadual, João Fernandes. O dirigente declarou que as divergências entre Cássio e Cícero à época da campanha eram ‘como um entendimento’, já que ambos sabiam das possíveis consequencias.

Leia também:

Cássio fala pela 1ª vez da dificuldade de Cícero em votar em Ricardo, reafirma divergência sobre o apoio a Maranhão e revela pacto para o fim das eleições

 

PB Agora

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Dois extremos: vereador da Capital pode trocar PCdoB por PSL

Eleito pelo Partido Comunista Brasileiro nas eleições de 2016 para um mandato de quatro anos como vereador de João Pessoa, o secretário do Procon de João Pessoa, Helton Renê, pode…

Análise: PSB-PB terá comissão provisória nacional para “remediar” conflito interno

“A diferença entre o remédio e o veneno é a dose”. Assim concluiu, certa vez, Paracels, médico e físico do século XVI. E a afirmação percorreu séculos de forma incólume,…