Ex-presidente estadual do PSDB paraibano, o senador Cícero Lucena (PSDB) correspondeu a ‘paquera’ do presidente estadual do PEN na Paraíba, e também admitiu a possibilidade de aliança com o partido do deputado Ricardo Marcelo, no processo eleitoral de 2014 já que, conforme o tucano, as duas legendas (PSDB e PEN) tem objetivos em comum.

De acordo com o senador, tanto o PEN quanto o PSDB vão ficar contra a candidatura à reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB).

“O PEN tem o mesmo objetivo, o mesmo desejo, e a mesma vontade de ter um governo que tenha alma, que tenha coração, que tenha sensibilidade, que se preocupe em melhorar a vida das pessoas, que valorize o servidor público, que saiba que a educação é a ferramenta da revolução e da melhoria da qualidade de vida, que é necessário a gente ter uma saúde humanizada, na saúde básica e na de alta complexidade, juntos, o PSDB e o PEN, estamos denunciando o descaso, o desgoverno e o governante que sente que é o melhor do mundo, quando todos nós sabemos que a política se faz em conjunto e com a colaboração de todos”, falou.

A declaração de Cícero, no entanto, diverge de parte da ala do PSDB, que integra a base do Governo e que foi responsável pela vitória do socialista em 2010. Todavia, para Cícero, essa realidade vai mudar já que, no momento oportuno, o próprio Cássio Cunha Lima irá anunciar isso.

“Cássio não tem uma aliança com Ricardo Coutinho, a aliança de Cássio é com o povo paraibano e o povo do nosso Estado quer Cássio governador, essa é a voz das ruas, por isso o meu partido vai ficar contra Ricardo Coutinho, tenho certeza absoluta que Cássio é candidato ao Governo do Estado em 2014”, enfatizou.
Indagado se a candidatura de Cássio não seria apenas uma vontade de Cícero, que é adversário de Ricardo Coutinho, o tucano poetizou.

“Se fosse só uma vontade de Cícero seria um sonho e quando você sonha sozinho é apenas sonho, mas quando você sonha em conjunto, isso vira realidade, e o meu sonho também é o sonho dos paraibanos, é um só pensamento que ecoa nas ruas e Cássio, como liderança política, tem a responsabilidade de ouvir as ruas”, declarou.

Cícero finalizou dizendo que Cássio não se pronunciou sobre o assunto de sair candidato até agora porque ainda não é ano eleitoral.
“Ainda não é eleição, mas no próximo ano ele vai tomar essa decisão”, finalizou.

 

 

Márcia Dias


PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João anuncia a Delegacia de Roubos e Furtos de Patos e a de Combate à Corrupção

O governador João Azevedo anuncia, em solenidade na próxima terça-feira, às 10h00, na sede da Acadepol, a criação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos na cidade de Patos-PB e…

RC denuncia que Bolsonaro parou bombeamento da Transposição

Em entrevista concedida nesta sexta-feira (23) à emissora de rádio no Cariri paraibano, o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) denunciou que o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) parou o bombeamento…