Por pbagora.com.br

Em sessão remota realizada na manhã desta sexta-feira (28), o Tribunal Superior Eleitoral deu início ao julgamento da Ação de Investigação (AIJE) remanescente das eleições de 2014, referente ao Caso PBPrev. O ministro relator Og Fernandes votou pela inelegibilidade de oito anos para o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

A perda dos direitos políticos no mesmo período também deve ser estendida ao ex-gestor da Paraíba Previdência (PBPrev), Severino Ramalho Leite.

Após o voto do relator, o ministro Luis Felipe Salomão pediu vista. Ele também já havia pedido vista no julgamento realizado nesta quinta-feira (27) para apreciar as AIJES da contratação de codificados e do Caso Empreender-PB.

O julgamento foi adiado para outra data ainda não definida.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Tecnologia: Cícero afirma que pessoense terá “prefeitura na palma da mão”

Os serviços públicos precisam ser eficientes e devem estar sempre acessíveis para a população. É com esta certeza que o candidato do Progressistas à Prefeitura da capital, Cícero Lucena, lançou…

Após ser anunciada como vice de RC, Paula Frassinete renuncia

Apenas um dias após ser registrada como companheira de chapa do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) na corrida eleitoral pela Prefeitura Municipal de João Pessoa, a ex-vereadora Paula Frassinete renunciou do…