A Paraíba o tempo todo  |

TSE julga, na quinta, governador catarinense

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) está próximo de julgar o processo de cassação do governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira (PMDB). A intenção do relator do caso, ministro Félix Fischer, é levar o julgamento ao plenário nesta quinta-feira (28).

O vice-governador Leonel Pavan (PSDB) também corre risco de perder o mandato. Eles são acusados de abuso de poder econômico e utilização indevida dos meios de comunicação.

Caso ocorram as cassações de Luiz Henrique e de Pavan, caberá aos sete membros do Tribunal, presidido por Carlos Ayres Britto, determinar se o segundo colocado das eleições de 2006, Esperidião Amin (PP), assumirá o governo catarinense, ou se serão convocadas novas eleições. Amin esteve à frente do Estado entre 1983 e 1987.

Outros governadores respondem a processos de cassação de mandatos. A previsão é de que o TSE julgue o caso de Marcelo Miranda (PMDB), do Tocantins, ainda neste semestre.

Também estão na lista Ivo Cassol (sem partido), de Rondônia; Marcelo Deda (PT), de Sergipe; e José de Anchieta Júnior (PSDB), de Roraima.

O governador do Amapá, Waldez Goés (PDT) foi absolvido em 12 de maio. Cássio Cunha Lima (PSDB), da Paraíba, e Jackson Lago (PDT), do Maranhão, perderam seus cargos.

 

Folha

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe