Por pbagora.com.br

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) está próximo de julgar o processo de cassação do governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira (PMDB). A intenção do relator do caso, ministro Félix Fischer, é levar o julgamento ao plenário nesta quinta-feira (28).

O vice-governador Leonel Pavan (PSDB) também corre risco de perder o mandato. Eles são acusados de abuso de poder econômico e utilização indevida dos meios de comunicação.

Caso ocorram as cassações de Luiz Henrique e de Pavan, caberá aos sete membros do Tribunal, presidido por Carlos Ayres Britto, determinar se o segundo colocado das eleições de 2006, Esperidião Amin (PP), assumirá o governo catarinense, ou se serão convocadas novas eleições. Amin esteve à frente do Estado entre 1983 e 1987.

Outros governadores respondem a processos de cassação de mandatos. A previsão é de que o TSE julgue o caso de Marcelo Miranda (PMDB), do Tocantins, ainda neste semestre.

Também estão na lista Ivo Cassol (sem partido), de Rondônia; Marcelo Deda (PT), de Sergipe; e José de Anchieta Júnior (PSDB), de Roraima.

O governador do Amapá, Waldez Goés (PDT) foi absolvido em 12 de maio. Cássio Cunha Lima (PSDB), da Paraíba, e Jackson Lago (PDT), do Maranhão, perderam seus cargos.

 

Folha

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Candidatos a prefeito de João Pessoa tem agenda cheia nesta quinta-feira

Entrevistas, encontros, visitas e gravação para o guia eleitoral, movimentam a agenda dos candidatos a prefeito de João Pessoa nesta quinta-fe9ra (29) Confira a agenda dos 14 candidatos a prefeito…

Ana Cláudia promete garantir merenda escolar na rede municipal de CG nos fins de semana

A candidata a prefeita de Campina Grande Ana Cláudia (Podemos-19) garantiu aos moradores dos bairros Pedregal e Jeremias duas ações fundamentais nas áreas de saúde e segurança alimentar: ela vai…