Por pbagora.com.br

Plenário também aprovou registro da coligação liderada pelos tucanos.
 

TSE ainda terá de analisar outros setes pedidos de candidato a presidente

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu nesta terça-feira (3) os registros de candidatura de José Serra (PSDB), da Coligação “O Brasil Pode Mais” e do vice da chapa tucana ao Palácio do Planalto, deputado Indio da Costa (DEM -RJ).

No pedido de registro, a legenda informa que prevê estimativa de gasto até R$ 180 milhões de gastos com campanha. O candidato tucano declarou um patrimônio de R$ 1,42 milhão e o seu vice, de R$ 1,44 milhão. Na sua lista de bens, Serra informou possuir uma casa avaliada em R$ 61 mil, um terreno de R$ 44 mil, três salas comerciais avaliadas em R$ 240 mil e aplicações financeiras que completam o R$ 1,4 milhão declarado à Justiça Eleitoral.

Indio da Costa por sua vez disse ter R$ 401,7 mil em fundos de investimento, dois terrenos avaliados em R$ 460 mil, um ultraleve de R$ 170 mil, um barco de R$ 206 mil, além de ativos financeiros e depósitos bancários.

Nesta terça-feira, os ministros aprovaram também os registros da coligação e dos candidatos petistas à Presidência: Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB-SP). Ainda faltam outros sete pedidos de registros, inclusive da candidata do PV, Marina Silva. Esses processos devem ser analisados até a próxima sessão, na quinta-feira (5).

 

G1

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ruy: “Imunizar a população deve ser a prioridade para garantir retomada econômica”

O deputado federal Ruy Carneiro participou da sessão deliberativa que aprovou, nesta quarta-feira (2), a MP 994/20, que destina R$ 1,99 bilhão para o Ministério da Saúde, para a compra…

Xadrez político: bastidores apontam novo destino partidário para Veneziano

O senador Veneziano Vital do Rêgo é filiado ao PSB na Paraíba, mas, em breve, pode voar para outra freguesia. Apesar de especulações apontarem que ele estaria cotado para assumir…