Por pbagora.com.br

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) foi palco de mais uma troca de farpas entre os vereadores Marcos Henriques (PT) que defende o legado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e de Eliza Virgínia (PP) que defende o atual presidente Jair Bolsonaro (Sem partido). Para Marcos a vereadora sofre de ‘Síndrome de Estocolmo’; que rebate: ‘Precisa de oftalmologista’.

“Isso remonta à história de você gostar do algoz, em que aquele que está lhe martirizando, matando seus familiares você continua gostando dele. É a síndrome de Estocolmo”, disse Marcos Henriques, reagindo à vereadora Eliza Virgínia (PP), defensora do bolsonarismo que criticou mobilizações contra o presidente manifestações organizadas por setores da esquerda no último fim de semana.

“Se estou com Síndrome de Estocolmo, os petistas estão precisando de um oftalmologista para limpar e tirar a venda dos olhos e de um otorrino para tirar a sujeira dos ouvidos, que de tanto ouvir mentiras deve ter sido obstruído”, comentou Eliza. A vereadora disse que Bolsonaro está “recuperando o caos que foi deixado pelo PT”.

“Quem defende esse governo eu acho que precisa reavaliar suas posições, porque a defesa dele é a política que tem levado milhares de famílias ao óbito, perdendo seus entes queridos, seus amigos. Então isso daí leva e remonta a história de você gostar de um algoz, onde aquele que está lhe martirizando, tomando o seu patrimônio, vendendo, desmatando, matando seus familiares e você continuar gostando dele, isso só remonta a história da síndrome de Estocolmo e a ciência explica isso. A vereadora precisa se retratar, porque toda manifestação é justa”, concluiu Marcos Henriques.

Eliza rebateu destacando que o Brasil tem crescido no processo de imunização, atingindo o 4º lugar no mundo dos países que mais distribuíram doses da vacina, promovido abertura de leitos e promovendo melhorias no Sistema Único de Saúde (SUS). Ela ressaltou que os seus adversários políticos precisam de um oftalmologista para tirar a sujeira dos olhos e um otorrino para tirar a sujeita do ouvido.“O Brasil está no 4º lugar no ranking dos que mais vacinam no mundo, com 32% da população vacinam, atrás apenas de fabricantes com China, Estados Unidos e Índia, e o Brasil com 32 a cada 100 vacinadas com as duas doses. Os governos passados fecharam 40 mil leitos de hospitais nos últimos 10 anos, nos quais 8 anos foram de governos do PT. Não foi Bolsonaro, ao contrário, foi aberto 19 mil vagas no passado e nesse ano passou dos 20 mil. Ou seja, estamos recuperando o caos que foi deixado na saúde pelo PT”, disse.

Redação

Notícias relacionadas

Levantamento do PB Agora contabiliza 10 nomes cotados para disputar única vaga da Paraíba no Senado em 2022

Um levantamento feito pela reportagem do PB Agora contabilizou ao menos dez nomes cotados para ingressar na disputa pela única vaga da Paraíba no Senado Federal nas eleições de 2022.…