Após PB Agora relembrar caso, TRF pede pauta para julgar processo que pode cassar André Gadelha

Dias depois da reportagem do PB Agora, detalhando todo o processo que envolve o prefeito de Sousa, André Gadelha, o Tribunal Regional Federal da Quinta Região, em Recife, pediu pauta, e agendou para o próximo dia 29 de outubro, às 14h, o novo julgamento da Operação Carta Marcada, que já gerou, em primeira instância, a condenação do gestor, no que diz respeito a gestão de 2002 a 2008.

O julgamento da matéria poderá gerar sérias consequências para os envolvidos, inclusive a perda do mandato do prefeito de Sousa, André Gadelha que de quebra, poderá ter os direito políticos cassados durante oito anos e ficar impedido de disputar as duas próximas eleições.

Na condenação em primeira instância, na cidade de Sousa, a Vara federal chegou a apontar um rombo superior a R$ 4 mi, fruto de irregularidades nos processos de licitação. O magistrado que apurou as denúncias chegou a colocar na sentença que "uma verdadeira organização criminosa" havia sido instalada na prefeitura de Sousa.

A operação Carta Marcada marcou época em Sousa com a presença da Polícia Federal cercando a Prefeitura Municipal e levando computadores e documentos para a unidade da PF na cidade de Patos. Pessoas também chegaram a ser algemadas e levadas a Superintendência da Polícia Federal no sertão.

 

PB Agora relembrou o caso no início dessa semana; Leia no link abaixo

 

CARTA MARCADA: PB Agora revela detalhes do escândalo que tem tirado o sono do prefeito André Gadelha em Sousa; veja o papel dos envolvidos

 

Márcia Dias

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

RC convoca bancada da PB e confirma Haddad e Gleisi no ato SOS Transposição

Numa entrevista a uma emissora de rádio do Cariri paraibano, o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), presidente nacional da Fundação João Mangabeira, do Partido Socialista Brasileiro, criticou o abandono…

MPF ajuíza ação de improbidade contra prefeito do Sertão

O Ministério Público Federal (MPF) em Patos (PB) ajuizou ação de improbidade contra Aldo Lustosa, prefeito de Imaculada, município localizado no Sertão paraibano; mais oito pessoas (Dineudes Possidônio, Madson Lustosa,…