A Paraíba o tempo todo  |
CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

TRF julga improcedente ação de improbidade movida contra Dinaldo Wanderley

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O Tribunal Regional Federal, TRF/5 Região, com sede em Recife/PE, deu provimento, na tarde de hoje (20), ao recurso de apelação movido pelo ex-gestor de Patos/PB, Dinaldo Wanderley, e julgou improcedente ação de improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público Federal.

Na presente ação, o MPF alegou eventuais irregularidades na execução do Convênio 255/2002, celebrado entre o Município de Patos/PB e a FUNASA, cujo objeto era a construção de casas populares.

No recurso apresentado pelos advogados Johnson Abrantes, Edward Johnson, Marcilio Batista e Bruno Lopes, alegou-se que a execução do convênio, incluindo a licitação realizada, tinha obedecido fielmente ao determinado pela Fundação Nacional de Saúde, tanto que o próprio órgão concedente assim como o Tribunal de Contas da União – TCU julgaram todas as despesas regulares.

A decisão de improcedência da ação foi proferida, à unanimidade, pela Quarta Turma do TRF5. Tal posicionamento ainda beneficiou Hermano Medeiros Wanderley e Hipólito Militão, membros da comissão de licitação do município na época.

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe